23 dezembro 2009

Merry Christmas

.
We wish you a Merry Christmas...

... and a Happy New Year!

.

15 dezembro 2009

Toronto Animal Services: disappointment

.

Não gosto de escrever posts falando mal de alguma coisa, mas estou realmente chateada com a TSA - Toronto Animal Services. Para quem não sabe, a TSA é uma instituição de proteção animal, e é através dela que licenciamos nossos pets aqui em Toronto.

Como eu gosto de tudo certinho, sempre licenciei meus cachorros lá no Brasil, e aqui não foi diferente, principalmente porque uma vez tive que cruzar a fronteira terrestre para os Estados Unidos com eles, então fiz questão de ter a documentação deles toda em ordem, legalizada ,e em dia, embora nenhum oficial tenha sequer olhado para eles dentro do carro ou me pedido qualquer tipo de documento.

Em setembro recebi uma cartinha da TSA para renovação da licença, mas como o Pedro ficou desempregado de maio a novembro deste ano, a renovação da licença dos dogs não era uma prioridade para mim, mas eu pretendia fazê-la no mês que vem, mas tive que apressar a renovação por conta de uma carta que me deixou muito upset com a TSA.

A carta é, na verdade, um final payment request, e ela explica que de acordo com o capítulo 349 do código municipal, licenciar seu pet (cão/gato) é lei e quem desobedecê-la está sujeito a uma multa de $240 por animal não licenciado; e esta multa poderá chegar a $5 mil dólares caso o assunto seja resolvido no tribunal.

Até aí tudo bem, o que me deixou chateada foi o parágrafo seguinte no qual eles disseram que mandariam um oficial à minha casa se eu não renovasse a licença em 5 dias úteis:

You are urged to license your pet(s) within the next 5 business days. Failure to do so will result in a visit from a Municipal Enforcement Officer.

Por mais que eu esteja errada, achei extrema essa atitude deles, principalmente porque eu sou exceção à regra, já que 90% das pessoas que conheço não licenciam seus pets. Muitas nem sabem que isso é lei.

Mas tudo bem, este ano eles não receberam minha doação anual, portanto, vou doar meu rico dinheirinho para uma instituição que realmente mereça. Sugestões são bem-vindas.
.

09 dezembro 2009

Primeira nevasca: slush

Este é meu terceiro inverno aqui, e eu nunca havia visto uma neve tão molhada. Claro que tivemos wet snow nos anos anteriores, mas esta é a primeira nevasca do inverno com 10 centímetros de neve. Até aqui nenhuma novidade; o problema é a chuva que caiu após a neve e que se transformou em wet snow pela manhã.Nem tivemos o gostinho de ver tudo branquinho e “fofinho”, pois antes que isso acontecesse, a neve foi sendo derretida pela chuva e virando uma meleca suja chamada slush.

A cidade está feia e perigosa para os pobres motoristas que têm que fazer malabarismo para não derrapar muito na rua e para os pobres pedestres que, inevitavelmente, vão atolar o pé nesse monte de slush e, se tiverem sorte, escapar ilesos de uma onda gelada de slush provocada por algum carro que passou por você perto daquela poça d’ água.

Mas nem tudo são espinhos, e a pergunta que não quer calar é: será que teremos um white Christmas?

07 dezembro 2009

Salsicharia Pavão: uma boa surpresa

.
Hoje tive uma surpresa muito boa em termos de honestidade.
Uma vez a cada dois ou três meses eu vou à Salsicharia Pavão, lá no bairro Português, para comprar carne e alguns produtos brasileiros (como pão de queijo, claro), e foi o que fiz neste sábado depois de passar muito tempo sem aparecer por lá. Desta vez comprei pouca coisa, e achei estranho quando a compra passou dos $100, mas eu estava com muita pressa e havia pedido uma carne mais cara, então imaginei que esse era o motivo do alto valor.
Como seguro morreu de velho, à noite fui conferir o recibo para ver por que a carne tinha saído tão cara, e eis que quase caio de costas quando percebo vários itens caros que eu não havia comprado, tipo carne de porco e até uma tal de "farinheira". O valor das coisas que eu não comprei superava o valor das coisas que realmente comprei.

No domingo de manhã levantei e fui correndo à Salsicharia para reaver meu rico dinheirinho, mas esqueci de verificar no site o horário de funcionamento, e eles não abrem aos domingos.

Saí do trabalho hoje e fui para lá, mas já sem esperanças de reaver meu dinheiro, pois eu não tinha como provar o que não tinha comprado.
Cheguei lá e expliquei cuidadosamente à portuguesinha o que ocorrera. Como eles já haviam feito o fechamento do caixa no sábado, ela não tinha como verificar a informação que eu lhe dera, mas me disse que provavelmente a pessoa havia esquecido de fechar a conta do cliente anterior antes de passar a minha, aí pensei "pronto, agora sim é que eu vou ficar no prejuízo", mas que nada! Quando vi, lá estava ela me estendendo a mão com a diferença a mais do que eu havia pago.

Não é a primeira vez que isso acontece comigo. No Loblaws eu quase paguei coisas a mais duas vezes. Numa delas a moça do caixa passou o mesmo produto duas vezes na registradora, e da outra vez ela passou um produto que estava em promoção, mas quando ele foi registrado estava $3 dólares mais caro. Eu não tive dúvidas: pedi para ela cancelar o produto porque eu não ia levar.

Há algum tempo li que existe, em média, 25% de erro na hora de escanear ou cadastrar produtos no mercado, ou seja, o cliente paga 25% a mais do que realmente compra, então fica aí a dica para você ficar de olho na hora de passar suas compras no caixa, pois você pode estar pagando coisa que não comprou ou estar pagando mais por itens com preço errado.
.

23 novembro 2009

Registered Retired Savings Plan - RRSP

Há meses estou para escrever este post sobre o RRSP, que é uma espécie de previdência privada canadense, mas encontrei gente com muito mais conhecimento no assunto que eu, então vou simplesmente colar aqui as informações (citando as devidas fontes, claro).

O que é RRSP? O Wagner explica direitinho no blog dele:

Existem dois tipos de poupança (savigns plan): “registered” e “non-regitered”.

Registered: são definidas pela CCRA (Canada Revenue Agency), uma espécie de Secretaria da Fazenda daqui, que permite que você economize em uma conta especial para a sua aposentadoria sem pagar taxas sobre o seu conteúdo até a data da retirada.

Non-Regitered: não tem restrições, ou seja, você pode economizar mas não recebe nenhum tipo de benefício por elas, além do mais, é necessário pagar imposto sobre os juros do investimento.

A grande vantagem da RRSP é exatamente o fato de ter suas taxas postergadas (tax deferral), isto é, você recebe uma dedução imediata sobre o valor contribuído ao fazer sua declaração de imposto de renda a cada ano, mas tem certos limites. Todos os rendimentos e ganhos de capital gerados neste tipo de poupança não pagam taxas, contrário dos demais.

Você pode depositar até 18% do seu salário bruto, ou um máximo estabelecido a cada ano pela CRA e este valor será deduzido da sua renda para fins de cálculo de imposto de renda.

Por exemplo: suponha que você ganhe $45,000. A CRA diz que você vai ter de pagar aproximadamente $11,400 de taxas, mas se você descidir colocar $10,000 em uma conta de RRSP, não será necessário pagar taxa sobre esta parte. Assim, deduzindo o valor pago agora, suas taxas seriam aproximadamente $7,800, ou seja, uma economia de $3,600 em impostos.

Existe ainda o efeito composto (compund effect): um investimento anual de $10,000 em 20 anos, com uma taxa de 10%a.a. teria um valor de $630,000. O mesmo valor aplicado em uma conta “non-regitered” teria seu rendimento reduzido a 5.14%, pois você tem que pagar imposto a cada ano, e o valor total seria de, aproximadamente, $181,000. Grande diferença a longo prazo não é?

O Gean fez um post com a gerente de um banco, e ela deu informações importantes sobre RRSP. Vale a pena visitar o blog do Gean e ler todas as outras perguntas que ele fez.

Se eu chego a um país sem trabalho, posso contribuir para o RRSP?

Não, pois o valor que você pode contribuir depende de quanto você ganha por ano.

Qual a documentação necessária para se abrir um RRSP?

Todo RRSP precisa de um SIN (Social Insurance Number), pois sem ele o Revenue Canadá não tem como saber que você tem o RRSP para poder adiar os impostos.

Onde posso abrir um RRSP? Existe uma data-limite?

Em um banco ou com um agente de investimento ou de fundo mútuo. Não há idade mínima para contribuir. Você pode contribuir ate 31 de dezembro do ano em que você fizer 69 anos.

Há outras vantagens em contribuir para um RRSP?

RRSPs existem para ajudar-lhe a longo prazo, mas em uma emergência o dinheiro está disponível. Você pode contribuir para um RRSP para seu esposo(a), permitindo a ele(a) também poupar para a aposentadoria enquanto você se beneficia dos impostos adiados. Você pode também usar até $20.000 de seu RRSP para a compra de um imóvel ou para financiar seus estudos. Seu RRSP pode também ser uma fonte de rendimento durante o desemprego provisório ou a licença de maternidade ou paternidade.

.


18 novembro 2009

Walk-In Clinic

.
Nesta terça-feira utilizei pela primeira vez o serviço de uma Walk-In Clinic.
Eu sabia que havia uma bem perto de casa, mas não sabia o horário de funcionamento. Desta forma, descobri que se você fizer uma busca por “walk in clinic toronto” no Google, vai encontrar vários sites com avaliação e endereços das clínicas em sua região.
Essa que fui fica na Yonge x Sheppard e funciona com hora marcada ou não, dependendo da agenda do dia.
Cheguei lá às 9h30 da manhã achando que encontraria uma fila gigantesca, mas não havia ninguém, mesmo porque a clínica é bem pequena. Infelizmente, o médico só chegaria mais tarde, então a recepcionista me pediu para voltar às 11 da manhã.
Cheguei uns 20 minutos mais cedo e havia uma pessoa na minha frente. O doutor me chamou logo, mediu minha febre, pressão, olhou a garganta e me receitou Tamiflu para minha gripe. Eu havia me queixado de uma forte e insitente dor de cabeça que já durava mais de dois dias (sinusite), e é claro que ele não poderia ter deixado de recomendar Tylenol.
Tylenol já virou até piada por aqui entre os brasileiros, pois onde quer que você vá, vão te prescrever Tylenol para tudo. E não é que funciona? O meu é Tylenol Sinus e tem ajudado bastante.

Ouvi falar de clínicas que cobram uma taxa para atendimento, mas nesta eu não paguei nada. Também não paguei nada pelo Tamiflu, que é coberto pelo OHIP.
Fora a demora em marcar consulta com minha family doctor, não tenho do que reclamar do sistema público de saúde. Para mim tem funcionado a contento.
.

11 novembro 2009

Montréal & Ottawa

.

Na semana passada estivemos em Montréal, a parte francesa do Canadá.
Ficamos na casa de amigos, que gentilmente se ofereceram para hospedar um casal de bárbaros e um cachorro macho, pero no mucho (obrigada à Lídia, Cláudia, Zé e Leopoldo).

Adoramos a cidade, que ao contrário de Toronto que é cheia de franquias, tem vários cafés e bistrôs pipocando por toda a cidade. Realmente a opção gastronômica lá é bem mais diversificada e saudável.

Apesar do Pedro falar Francês fluentemente (e eu só um básico BEM básico), não tivemos problema nenhum com o idioma. Ele usou o Francês na maioria das situações, mas as pessoas insistiam em falar Inglês comigo. Será que minha pronúncia é tão ruim assim? rsrsrs

Não tivemos tempo de ver muita coisa porque a viagem foi bem rápida, mas conseguimos conhecer Old Montréal, que é simplesmente linda. Infelizmente, as fotos não conseguem captar a beleza do lugar, então sugiro que você vá pessoalmente para admirar todo o charme.

Em Old Montréal visitamos um sítio arqueológico no subterrâneo da capela de Notre-Dame de Bon Secours, que também possui o Museu Marguerite Bourgeoys, nome da freira que fundou a igreja. Para mim foi uma experiência ímpar, já que entrei na faculdade de História pensando em ser arqueóloga, mas nem todos têm o privilégio de ser Indiana Jones.

De Old Montréal seguimos para Downtown, que tem muita coisa para ser vista, mas só conseguimos explorar um pouco da Rue Ste. Catherine e suas redondezas. Downtown nos lembrou um pouco São Paulo, com o contraste das novas construções e igrejas antiquíssimas no meio de todo o concreto.


Havíamos ouvido muitas críticas negativas sobre o sistema de metrô, mas nós adoramos e só comprovamos o contrário. Os trens têm uma velocidade muito superior aos trens de Toronto e, coincidência ou não, todas as vezes que chegamos nas estações esperamos quase nada pelo próximo trem.
O nível de lotação também é menor, mesmo na linha verde, que serve shopping e universidades. Tivemos a oportunidade de pegar essa linha no horário de pico, e apesar de cheia, ainda não chegou no nível de formigueiro da Bloor Station aqui em Toronto. Claro que essa é minha visão de turista; quem mora na cidade pode ter uma outra impressão.

Já quanto ao quesito sujeira, ambos empatam. Eu acho que deveriam proibir as pessoas de entrar com comida e bebida nos trens porque é incrível a quantidade de lixo que se deixa nos vagões.

Enfim, na volta passamos bem rapidinho por Ottawa, a capital do país, mas nem chegamos a descer do carro; apenas passamos em frente ao Parlamento e ao Rideau Canal.

Na ida para lá notamos que nevou de leve durante a noite, e ficamos com medo de pegar neve na estrada, mas confirme íamos nos afastando da província de Quebec a temperatura ia aumentando.

O pouco que vimos nos pareceu bem bonito, mas o trânsito estava absolutamente infernal. Era impossível ir de uma esquina a outra em menos de 5 minutos. Acredito que seja por causa das obras em Downtown.



Downtown Ottawa

Resultado do passeio: amamos Montréal, e nossa ida só fortaleceu ainda mais o plano original de imigração, que era ir para lá. Acho que a parte mais gostosa foi poder falar Francês na rua.
Pretendemos fazer uma viagem a Quebec Ville na primavera, e tenho a impressão de que será melhor que Montreal.
Apesar de estarmos flertando com a parte francesa, adoramos Toronto e continuaremos morando por aqui por um bom tempo, mas sabemos que não será para sempre.
.




02 novembro 2009

Online ou Presencial - II?

.
Como falei em um post anterior, estou fazendo um curso presencial de FrameMaker, então vou colocar aqui algumas impressões e algo mais.

Somos 4 alunos, todos canadenses (menos eu), inclusive o instrutor. Ele e um outro aluno são de origem francófona, mas essa história eu conto depois.

Ao contrário da aula online, a aula presencial é bem formal, sem muito espaço para piadinhas ou brincadeiras, mas acho que isso é por causa do tipo de pessoas que estão fazendo o curso. Todo mundo é meio tímido e fechado. Além do mais, o curso exige bastante de nós, então estamos sempre muito concentrados tentando absorver todo o conteúdo, que é complexo.

Na hora do almoço é cada um por si.

O francófono e outra aluna, que moram em Waterloo e vêm juntos de carona, também não almoçam juntos. Na primeira aula, ao descobrirem que moravam perto, combinaram de usar apenas um carro para economizar combustível e estacionamento, mas o “relacionamento” acaba aí, é puramente “comercial”.

Assim que retornamos do almoço, o instrutor sempre quer saber o que cada um comeu. Aliás, essa curiosidade sobre a alimentação alheia é algo comum aqui em Toronto. Toda vez que levo comida para o trabalho, quem está comigo na cozinha quer saber o que eu trouxe, como preparei e se está gostoso.

No começo eu me sentia meio invadida, mas depois vi que é cultural e que todo mundo faz isso. Acabei me acostumando, mas ainda não consigo ser cara de pau e pedir para um colega abrir a marmita e me mostrar o que ele vai almoçar.

Online ou presencial? Eu prefiro online por diversas razões, e a principal é que posso ficar no conforto da minha casa assistindo aula de pijama.

No meu caso, ambas as modalidades funcionaram bem, pois aprendi bastante, mas acho que o online é mais puxado, pois tem assignments complicados toda semana.

O melhor de tudo é que quando você colocar esses cursos no seu currículo, ninguém vai saber se você cursou online ou presencial, pois o que importa é o resultado final.
.

26 outubro 2009

O que comemos aqui que não comemos lá

.
Este é um dos assuntos sugeridos por vocês. Como estou meio sem tempo e com bastante preguiça, vou falar sobre algo que não exija pesquisa. A Leticia perguntou sobre a nossa alimentação, se já incluímos pratos “locais” ao nosso cardápio e quais seriam nossos favoritos.

No caso do Pedro, qualquer junk food com bastante carboidrato tá valendo. Ele adora o Baconator do Wendy’s. Não que eu não goste de porcaria, mas não fui agraciada com um corpinho esbelto como o dele, que não engorda com milhares de calorias além do necessário. Portanto, limito bastante a ingestão de carboidratos, frituras e outras gostosuras que só nos fazem engordar.

E falando em carboidrato, adoramos massa, seja ela qual for, e aqui viramos fãs do molho Alfredo, que era quase impossível de encontrar no Brasil.
Aqui é muito comum comer macarrão com vegetais, tais como brócolis e cenoura. Acho uma alternativa mais saudável e menos calórica à nossa tradicional macarronada italiana cheia de molho de tomate.

Sorvete, só compramos Hagen-Daz, já que vira e mexe está em promoção no mercado e dá para levar 3 potinhos por 10 doletas.

Molho Barbecue: virou amigo do nosso franguinho ao forno. Na categoria frango, aderiamos às chicken wings (sem pele) que são adoradas pelos canadenses também. Existem “restaurantes” especializados no assunto e que só servem chicken wings.

Bagel: substituiu meu pãozinho com manteiga na chapa. Claro que não é a mesma coisa, mas quem não tem cão, caça com gato.

Donuts: adoramos as famosas rosquinhas do Tim Hortons. Engraçado mesmo é quando estamos tomando nosso chocolate quente e aparecem policiais para comprar as "rosquinhas". Sempre me lembro das sátiras nos filmes com esse tipo de situação.

Também passamos a apreciar pratos de outros países que são muito comuns aqui:
  • Cozinha indiana: adoramos o butter chicken (frango com molho de tomate e um monte de especiarias) e o chicken biryani (arroz bem temprado com pedaços de frango).
  • Cozinha japonesa: o pessoal do trabalho me ensinou a gostar de ramen, uma sopa de noodles e alguma outra coisa que você escolher para adicionar à ela. O caldo tem um gosto forte de alho que eu adoro!
  • Cozinha koreana: todos já devem ter ouvido falar do korean barbecue. Tem um restaurante aqui perto de casa muito bom (não lembro o nome).
  • Cozinha thailandesa: embora a maioria dos pratos sejam pra lá de apimentados, alguns são parecidos com o nosso. É uma opção barata e alternativa ao fast food. Costumamos pedir um “picadinho” de frango ou de carne, acompanhado de arroz. O prato dá para 2 pessoas e saiu por $13, já com tip inclusa.
  • Cozinha mexicana: pagávamos uma fortuna para comer chilli no Brasil. Aqui vendem baratinho no Wendy’s. Também passamos a apreciar as quesadillas, “fajitas” e tacos.
  • Cozinha “canadense”: acho que esta está mais para americana, mas tudo bem. É possível encontrar pork ribs com molho barbecue em qualquer lugar, tipo aquela di-vi-na do Outback. Eu, infelizmente, não posso comer carne de porco porque passo mal, mas uma vez por ano eu encaro as consequências.
.

.

19 outubro 2009

Conhecendo Ontario: Rockport - 1000 Islands Boat Cruise

Thousand Islands Boat Cruise on Rockport Boat Line on the beautiful St. Lawrence River in Ontario Canada.
Senta que o vídeo é longo (10 minutos) mas muito informativo.




12 outubro 2009

Conhecendo Ontario: Toronto Island Ferry

Within a short distance from the mainland, Toronto has several islands that are ideal for sightseeing and for hosting festivals throughout the year. The Toronto Island Ferry Dock is located at the intersection of Bay Street and Queens Quay West. Seeing the port city of Toronto by boat gives you a panoramic glimpse of the city's distinctive skyline. Numerous yacht clubs produce a landscape that literally dances with sailboats. There's always a lot to see during the 15-minute voyage to Center Island.


08 outubro 2009

Online ou Presencial?

.
A quantidade de cursos de curta e longa duração oferecida nos Colleges daqui de Ontario é simplesmente enorme, e muitas vezes fica difícil escolher um só.

Eu já estou na metade do meu terceiro (de seis) curso online na Humber e posso dizer que ele não deixa nada a desejar aos cursos presenciais. Assim como os cursos presenciais, a audiência e ritmo da aula variam. Meu primeiro curso foi bem dinâmico, com um pessoal brincalhão e um instrutor bem descontraído. Eu nem via os 60 minutos do live chat semanal passarem.

Com o segundo instrutor a coisa foi dinâmica também, mas ele era mais sério e todo metódico. Sempre que divulgava as notas dos assignments enviava um e-mail para todos dizendo qual foi a nota mínima, média e a máxima (sem divulgar nomes), então você tinha uma base de como estava indo em relação aos demais do grupo.

Esse terceiro já é completamente diferente, totalmente sério, não aceita brincadeiras ou piadas durante ou antes da aula, e é devagar, muito devagar (boring mesmo). Ele é tão parado que eu fico fazendo outras coisas durante o live chat (cozinhando, limpando, zapeando a internet, brincando com os dogs, vendo TV, etc) enquanto ele responde à pergunta, pois vai demorar pelo menos uns cinco minutos até a resposta aparecer escrita na minha tela.

No dia 17 eu começarei o meu quarto curso (u-hu, aí só faltarão mais 2 para eu me formar!), que será o único presencial. Não se preocupem que eu venho aqui escrevre o que estou achando.
.

05 outubro 2009

Conhecendo Ontario: Gananoqué

Gananoqué, located midway between Toronto and Montréal, is known as the Gateway to the Thousand Islands. This popular resort town, on a scenic stretch of the St. Lawrence River, began as a Loyalist settlement and today is home to many shops, historic buildings, museums and art galleries that celebrate local culture. All activities seem to center around the river. The population of the picturesque town is small, at just over 5,000 people but it swells enormously in the summertime and the downtown streets bustle with tourists discovering fabulous little shops.


01 outubro 2009

Conhecendo Ontario: The Waterfront

Bordering Lake Ontario, Toronto's dazzling waterfront is vibrant, with several marinas located right along the downtown harbor. Dominating the skyline is the mighty CN Tower and neighboring SkyDome, and is an area which is one of the most heavily populated with tourists. Directly south of the CN Tower, Harbourfront is part of a waterfront complex that includes boat rentals, sailing clubs, and sailing schools.

28 setembro 2009

Farmácia e Planos de Saúde

.
Muita gente costuma trazer uma verdadeira farmácia quando vem do Brasil, mas muitas coisas são encontradas aqui com tanta facilidade quanto lá, e a lista não é pequena. Veja o que você pode adquirir sem receita médica:

Anti-gripais
Analgésicos para dores em geral (cabeça, muscular, coluna)
Remédios para estômago (acidez e outros incômodos)
Pastilhas para dor de garganta
Remédios para febre
Antialérgicos para todos os tipos
Xarope para tosse
Colírios comuns

E como funcionam os planos de saúde?
Eles são na verdade, planos complementares ao que é oferecido "gratuitamente" pelo governo. Geralmente serve para cobrir despesas com fisioterapias, consultas para prescrição de óculos, dentistas, e outros tratamentos não cobertos pelo OHIP, no caso de Ontario.
Os planos complementares de saúde também cobrem despesas com medicamentos, geralmente 80% do valor, mas a cobertura varia de acordo com seu plano e empresa, pois é geralmente a empresa em que você trabalha que paga por este plano.

Nunca conheci alguém que tivesse um plano de saúde privado, mas me parece que existem. Se você tiver alguma informação concreta, deixe um recadinho aqui no blog. Os demais leitores agradecem.
:)
.

23 setembro 2009

Québec Winter Canival

The striking Chateau Frontenac hotel is one of the main locations of the festivities. Carnival is an annual gathering with sleigh rides and wintry sports such as ice climbing. Re-live the good old days, with skating, curling, and snow slide adventures that you can enjoy right in the middle of the city! Québec City has been informally celebrating Carnival since about 1894 and it's been almost 50 years since it became the organized event, as we know it today.


20 setembro 2009

Praias

.
Dunes Beach

O fim do verão está oficialmente próximo: em 22 de setembro entramos no outono e já começamos a sentir saudade das tardes ensolaradas. Como todos sabem, o verão é uma época curta por aqui, por isso procuramos aproveitar cada minuto. Neste quase findo, viajamos pelo “interior” de Ontario e tivemos surpresas boas.


O turista que vem a Toronto acaba ficando no eixo CN Tower-Eaton Centre, e acaba não aproveitando as outras coisas boas que o Canadá tem a oferecer, o que é uma pena.

O último passeio que fizemos a convite de amigos (que já viraram nossos fiéis companheiros de viagem) foi à região de Prince Edward County, pelos arredores de Picton, Belleville e Nanaville.

Picton é conhecida pelas dunas de areia e tem as praias de água doce mais bonitas que já aqui em Ontario, com direito a ondas e conchinhas na areia. A foto é da praia de Sandbanks, que foi a mais bonitas que visitamos.

Sandbanks Beach

Outra praia muito bonita é a de Peter’s Point, que ao invés de areia tem grandes placas de pedra. E a vantagem dessas praias é que não atraem as tão chatinhas blackflies, inimigas de quem tem cottages à beira do lago. Essas regiões pelas quais estivemos viajando são bem rurais, com aqueles celeiros enormes que a gente via em desenhos animados na TV. Alguns celeiros estão caindo aos pedaços, mas outros continuam firmes e fortes, cheios de fenos para alimentar os animais.


Peter'sPoint Beach

Um colega de trabalho, nativo de Picton, me sugeriu que almoçasse no Isaiah Tubbs, um ressort à beira do lago; mas é claro que eu só fui lembrar o nome do local quando ja estávamos no caminho de volta a Toronto.

Se você tiver mais tempo, vale à pena dar uma esticadinha até Kingston e conhecer as 1000 Island, que ficam a mais ou menos 1 hora de Picton. Este passeio estava programado para este verão mas, infelizmente, teve que ficar para o próximo.

Definitivamente, Picton é um lugar onde eu alugaria uma cottage para passar uns dias tranquilos na praia. E o melhor de tudo? A praia não é salgada!
.

14 setembro 2009

Saskatoon

Established as a city in 1906, Saskatoon is Saskatchewan's largest city. Known today as "The City of the Bridges," much of the city's appeal comes from the river running through it, capped with a network of trails, promenades and parks. A busy hub of commerce and industry, and home to many high tech and mining companies, Saskatoon is a cultural oasis with professional and amateur theatre groups and art galleries, and where history and agricultural bounty are celebrated through festivals and public displays.

10 setembro 2009

Vendo estrelas

O dome no verão

O David Dunlap Observatory (DDO) foi doado à Universidade de Toronto em 1935 pela esposa do pesquisador David Dunlap. É um programa bem interessante para os apaixonados por astronomia e curiosos em geral. Eu, por exemplo, sempre tive vontade de conhecer um telescópio gigante e saber o que era possível ver através dele.Apesar da previsão de chuva, o ceu colaborou e foi possível ver uma nebulosa e uma estrela no mega telescópio. A impressão é a de estar assitindo TV em preto e branco.

O próprio dome é uma atração à parte, com seu teto retrátil e absolutamente nenhum sistema de calefação. Na verdade, exite uma “warm room” na qual não pudemos entrar, mas vou postar uma foto que encontrei no site do DDO.

Warm room

Os pesquisadores costumavam passar horas observando o ceu no inverno sob temperatura de -20C por exemplo. Definitivamente, o DDO é um lugar que você não gostará de visitar durante o inverno.

O dome no inverno

Saindo do dome, existem alguns telescópios espalhados pelo jardim, e através de um deles eu consegui ver Júpiter, que a olho nu parecia apenas uma estrela como outra qualuqer, só que mais brilhante. Olhando pelo telescópio eu consegui ver algo que se parecia com uma lua cheia amarelada. O que eu queria ver mesmo é Saturno e seus anéis, mas `aquela hora da noite ele ainda não havia “nascido”.

O telescópio

Fica aí a dica para um programa simples e interessante. Ah, antes da visita ao dome, você tem direito a participar de um bate-papo de 50 minutos com um astrônomo no auditório e fazer as perguntas mais estapafúrdias possíveis.Se existe vida extra-terrestre? Segundo ele é difícil dizer, mas como existem centenas de planetas e nossa galáxia não é a única no Univerno, é possível que exista algum tipo de vida além da nossa sim, mas isso ninguém sabe ainda.

.

07 setembro 2009

Conhecendo o Canadá: Niagara Falls

At the outflow of Lake Erie into Lake Ontario and a 90 minute drive from Toronto, the natural wonder of Niagara Falls is one of the most famous places on earth, and about half of it lies in Canada. With its thunderous curtain of cascading waters that you can see from beside, on top or even from underneath, the incredible uniqueness and panoramic beauty of Niagara Falls are two of the main reasons why most visitors hop aboard the Maid of the Mist boat to ride right up close to the action.

02 setembro 2009

Yorkville e o "incidente do café"

.
Yorkville

No domingo resolvemos conhecer uma creperia autenticamente francesa: Crêpes à Go-Go.

O local fica na neighborhood de Yorkville, em downtown, um lugar refinado e muito bonito, com várias opções de restaurantes e cafés europeus, especialmente franceses e italianos. By the way, tem um dos metros quadrados mais caros da América do Norte, ficando em terceiro lugar. Infelizmente estava sem minha câmera, então não pude registrar a beleza das ruas, mas consegui algumas fotos na internet dos locais por onde passamos.

Para vocês terem uma idéia de como as coisas são caras por lá, entrei em uma boutique para cães e deparei-me com uma botinha para cachorro por $125! E era praticamente igual à que meus cachorros têm e que não chegaram o custar $25. É, o bairro é para quem pode, não para quem quer.

Yorkville Park

Já a creperia é um assunto à parte. Nossa experiência por lá foi, no mínimo, engraçada.

Para começar, a dona e as atendentes são francesas, então não se espante se elas começarem a te atender em Inglês e terminarem em Francês. Uma vez anotados os pedidos, eles são solicitados em Francês no balcão.

Ao receber seu crepe, a atendente gentilmente te ensina a segurá-lo sem queimar as mãos (quase impossível), já que eles não são servidos em pratos com garfo e faca, e aí é um tal de “Attention, c’est chaud!” prá lá e pra cá.

Bom, a parte da comida transcorreu deliciosamente bem, com direito a crepe salgado e finger crepe doce, mas na hora da bebida... Eu apelidei o caso de “o incidente do café”. Vamos a ele.

Pedi um cappuccino, mas a máquina estava quebrada, então a atendente me sugeriu um café au lait, que também era feito com café espresso. Poucos instantes depois recebo meu café au lait um pouco amargo, principalmente porque eu havia provado da deliciosa e doce limonada com hortelã e cana-de-açúcar do Pedro.

Yorkville

Chamo a atentende e peço açúcar. Para minha surpresa, ela me pede para provar o café para me certificar de que realmente precisava de mais açúcar. Provo e digo que sim. Ela insiste mais duas vezes e quando eu falo pela terceira vez que eu gostaria de mais açúcar, ela some. Penso “foi finalmente buscar meu açúcar”.

Alguns segundos depois aparece sua mãe, dona do café (Madame Gogo), e a história do prova-o-café-de-novo se repete.

Indignada com minha insitência, ela me pergunta se eu havia bebido da limonada do Pedro (e diz que hortelã não "combina" com café), e me traz uma garrafa de água para limpar o paladar e provar novamente o café. Na verdade, até que ele não estava realmente amargo, mas para meu gosto eu preferia um pouquinho mais doce.

Depois de perder a conta de quantas vezes provara o café, desisti do açúcar e já me imaginei sendo escurraçada do local por pedir mais açúcar (eu não sabia se ria ou chorava da situação). Nisto, a Mde. Gogo diz que o café foi feito na medida certa para eu poder apreciar seu verdadeiro sabor, pois no Tim Hortons as pessoas pedem café e o entopem de açúcar, alterando assim seu sabor. OK, if you say so...

Fiquei um pouco assustada com a situação e me perguntando se os restaurantes na França também eram assim, mas ao mesmo tempo eu tinha vontade de rir da situação surreal que encarei com bom-humor.

Se vamos voltar lá? Mas é claro!!!! É o melhor crepe da cidade e fomos bem atendidos apesar do incidente do café, que serviu para tornar o local mais “original”.

Ah, as substituições de ingredientes dos pratos não é muito bem-vinda, mas não porque vai dar trabalho, e sim porque tudo foi criado com carinho e de forma balanceada para que você tenha uma boa experiência com os sabores. Caso ainda assim você insista, é cobrada uma taxa de $1.

Parece um local nada convidativo a uma visita, mas garanto que vale à pena e que todo mundo vai te tratar muito bem desde que você não peça mais açucar no seu café! rsrsrs
.

31 agosto 2009

Conhecendo o Canadá: Ottawa

In Canada's capital city of Ottawa, most tourists find themselves at Parliament Hill and the several blocks that radiate from there, since many of the city's museums, shops and points of interest are located within that radius. Near the Parliament is Byward Market, which dates back to the 1840s, offering farmer markets and craft stores that you can explore along some pedestrian-only streets.


24 agosto 2009

Conhecendo o Canadá: Ville de Québec

The many historical buildings and museums include Notre Dame Cathedral, the Information Center and the Musée du Québec (or the National Museum of Québec). Encircled by a three- mile-long stonewall, Québec City's downtown core has been inhabited for 400 years, and still looks as it did during the French regime. You can stroll through narrow winding streets and hidden courtyards, discovering marvelous one-of-a-kind shops and delightful bistros. Fashionable streets are lined with buildings of diverse architectural styles.


19 agosto 2009

A Dog Lover's Guide: Where to Stay, Play, and Shop in Toronto

.

Dog Parks

Nothing compares to that tranquil stroll in a Toronto park, doggie in tow. Although your best bud won’t be too picky, here’s a list of dog parks that’ll guarantee a blissful afternoon for the two of you.

Stanley Park
The south part of Stanley Park is a common area for dogs and their owners to run about before and after soccer. The park’s division is for those who want to stay away from all the action and take in the scenery, which you can do in the wide-open north side filled with benches, lush trees and green rolling hills.

Tirinity Bellwoods Park
This park just launched a new eco-friendly way to divert dog waste by enforcing paper products as the only acceptable method of disposing pet waste for the Green Bin Pilot. Known as the dog bowl, the ravine is a designated leash-free area, and was used in the 1999 film Dog Park starring Luke Wilson. The off-leash zone is open 10 p.m. to 8 a.m. at the centre of the park, between walkways.

Cherry Beach
Cherry Beach is a great place for dogs to romp around in the water and cool off in the summer. They can play leash-free and mix with other furry friends and their brethren. This grassy, sandy beach has restrooms, benches, disposable bags and trash cans.

High Park
Recognized as one of the most popular parks in Toronto, High Park is home to tons of wildlife including fish, birds, and animals. The park’s hillside gardens contain rare plant species, including woodland fern-leaf, cup plant, shrubby St. John’s Wort and the wild blue lupine. An off-leash area known as Dog Hill is open 24 hours except during stage productions at the Dream site. The High Park Zoo is also a fun way to spend time with your four-legged bestie.

Sherwood Park
This lush park has multiple hiking trails and walking paths, a large hill and an off-leash zone at the east end. The park is open 24 hrs.

Sunnybrook Park
A gorgeous park with streams, tall trees and an off-leash area open 24 hours, with benches, poopbags and parking. Venture through the woods and cross Bayview Avenue into Sherwood Park. It’s a good, one-to-two hour walk through a rugged, natural setting.

Cedarvale Park
Panelled by steep hills, this park sits above subway line tunnels. In the southeast corner, you’ll find a deep and naturalized ravine with wetlands. Dogs and their owners love this park because of its new, fenced, off-leash area where Fido can play freely and you won’t have to worry about him running off.

Miller Avenue off Leash Dog Park
This fenced, off-leash dog area is relaxed and social. It has tables, benches, restrooms, and parking. There is a separate area where owners can train dogs to run through tunnels and over beams.

Don Valley Brickworks
Best suited for daytime jaunts, this park is located in the beautiful Bayview Extension. It has a 24-hour fenced, off-leash zone with doggie bags and parking. If you venture out in the hiking trails, there’s another off-leash zone to play in.

Kew Gardens
At the foot of Lee Avenue, the Beach(es) has a fenced area on the beach where dogs can roam free. Pooches can romp, surf and play in the lake and sand. Breathing in the fresh lake air is a nice change for those city-dwelling canines and their visiting comrades.

Places to Shop

The organic trend isn’t limited to those of the human variety. Pet owners are becoming more aware of what’s going into their pup’s mouth. Doggie bakeries using natural ingredients have become a popular destination for those who love to spoil their pets. Snout-watering treats like carob (a chocolate alternative) chip cookies, biscuits, cupcakes, and doggy birthday cakes are just a few of the fashionable items designed for pampered pooches.

Three Dog Bakery, 2014 Queen St. E.
Your four-legged friend will smell the natural, oven-baked, gourmet food and treats a mile away. This little shop in the Beach(es), has photos and cards from their loyal canine clientele posted wall-to-wall. It’s reminiscent of the TV show Cheers, where everyone knows your name. Savoury treats high in doggie-demand includes ruffles, truffle-shaped treats covered in carob chips, coconut, nuts, and birthday cakes for dogs.

Bark & Fitz, various locations across the GTA
This is a one-stop shop for all your health-conscious needs, with healthy pet foods, toys, gourmet treats, dog gear, grooming and pet care. The hottest-selling bakery items include cupcakes, cookies, cakes that look just like the human variety.

Rob’s K-9 Bakery, 125 Jefferson Avenue
Rob’s K-9 Bakery is dedicated to making furry friends happy. The bakery provides healthy goodies for birthdays, holidays and those fun occasions. If your dog has certain allergies, look no further. Rob’s products are made for all doggy needs, including treats for pets with food sensitivities. Rob has launched a product line called Cat Garden, exclusively catering to frisky felines.

Timmie Doggie Outfitters, 867 Queen Street West
Creating new design opportunities out of a love for pets, Timmie Doggie Outfitters specializes in catering to posh pooches. The chic, pet-accessory store carries a wide range of trendy clothes, accessories, toys, gourmet baked goods and a doggie spa.

Pet-Friendly Hotels

Planning ahead is crucial when traveling with your pooch, because many hotels are not as in love with your dog as you are. Here are some hotels in Toronto that will pamper your pooch according to your standards.

Four Seasons, 21 Avenue Rd.
Nuzzled in the trendiest postal code, lavish Four Seasons Hotel attracts its four-legged guests by offering bottled water, a dog bowl, treats, food, brushes, and even a pet-sitter upon request. There is a 15-pound maximum, but no extra charges for the fuzzy family member.

Novotel Toronto Centre, 45 The Esplanade
A convenient, pet-friendly hotel that’s located near Toronto’s urban parks. Souvenir doggy bags are given to your special guest, with treats and two dog bowls to use during your stay and to take home.

Le Méridien King Edward, 37 King St. E.
This hotel offers classic comfort and convenience to pooches as well. The hotel is just steps away from Harbourfront, trendy shopping areas, and entertainment. Welcoming your dog with open arms, the hotel provides pet supplies and if you let the concierge know ahead of time, your room will be Rover-ready with a doggie menu, bed, bowls, and a floor mat. No extra fees are tacked on for canine guests, but there is a 40-pound max size limit.

Para ver o artigo original, clique aqui.
.

17 agosto 2009

Conhecendo o Canadá: Montréal

Montréal is a lively commercial capital, with an old port and numerous architectural highlights. From a belvedere atop Mount Royal, you can see that the downtown landscape showcases a towering glass and concrete silhouette. The city is firmly planted in North America, but has a distinct European flair, stylishly blending the old with the new. An excellent subway system connects the most extensive underground city in the world.



13 agosto 2009

Enquanto o primeiro emprego não vem

.
Dizem que no Brasil as coisas só começam a acontecer depois do Carnaval (embora eu não concorde). Aqui dizem que as coisas só começam a acontecer depois de setembro, pois em agosto ainda é verão e as pessoas costumam tirar uns dias de férias para aproveitar os últimos resquícios da temporada. Muitos têm uma cottage à beira do lago, ou simplesmente fogem da cidade para dar um tempo em toda a agitação.

Para os imigrantes que chegam nesta época ansiosos para conseguir o primeiro emprego pode parecer meio frustrante, pois muitas vezes você faz uma entrevista em uma empresa e só vai fazer a segunda 3 semanas ou mais depois. Para quem está angustiado vendo o rico dinheirinho ir embora pode parecer muito tempo. Mas é assim mesmo, é preciso esperar que os responsáveis pela entrevista e contratação retornem de suas férias. Depois disso, ainda é preciso ter mais paciência, pois as vagas “urgentes” que deveriam ter sido preenchidas “ontem”, ainda levarão mais uns 2 meses para serem preenchidas. Sim, os processos seletivos costumam ser lentos por aqui. Há exceções, claro, mas no geral há que se ter paciência.

Se você está nesta situação, sugiro que relaxe e aproveite para melhorar seu Inglês e suas interview skills, fazer um curso, conhecer a cidade (há muita coisa gratuita ou a baixo custo), fazer amigos, enfim, aproveite o verão como todos fazemos nessa terra. Está achando esquisito todos darem tanta importância ao verão? Então depois do seu primeiro longo inverno de dias nublados você vai entender o que estou falando. Mas não vamos pensar em frio agora porque ainda tem algum calorzinho pela frente (espero).
.

10 agosto 2009

Conhecendo o Canadá: Vancouver

On the western side of Canada's Rocky Mountains, Vancouver is a vast and beautiful outdoor playground encompassing the full gamut of outdoor adventures. It's likened to Hong Kong -- or at least a Western version - with a busy cruise and commercial port in the Burrard Inlet. Greater Vancouver's more than 1.75 million people comprise one of the most cosmopolitan mix of nationalities in the world.



05 agosto 2009

Cheap Eat Guide

.
O toronto.com disponibilizou um guia de locais para se comer barato e vou copiar o conteúdo na íntegra.

Se você conhece algum dos locais sugeridos seria legal deixar aqui a sua opinião sobre o local, atendimento, sabor da comida, etc.

Sidecar: 577 College St., Toronto, ON$22 prix-fixe dinner Sunday to Wednesday

Fynn's of Temple Bar, 489 King St. W., Toronto, ONTapas Tuesday 5 p.m. - 10 p.m.

College Street Bar, 574 College St., Toronto, ONPrix-fixe, three-course meal $21

Rice Bar, 319 Augusta Ave., Toronto, ONDaily soup and any sandwich for $8

Philthy McNasty’s, 276 King St. West, Toronto, ONBurgers and fries $5

Hoops Sports Bar & Grill, 458 Yonge St., Toronto, ONHalf-price wings and nachos

Reilly’s Sports Bar & Grill, 340 Yonge St., Toronto, ONDaily 39-cent Buffalo wings

Shopsy's Deli: 33 Yonge St., Toronto, ONFree pound of wings with a purchase of two alcoholic beverages after 7:30 p.m. until close.

East Side Mario's: 151 Front St. W.Bar special: Half-price appetizers Sunday to Thursday from 9 p.m. until close with purchase of a beverage (Must be of legal drinking age)

Gabby’s, 729 Danforth Ave., Toronto, ONPitcher of Molson Canadian and an order of nachos $18.99 plus tax

Smokey Joe’s. 4899 Yonge St., Toronto, ONTwo pounds of beef back ribs with spicy fries and a pint of domestic draft for $16.95 from 5 p.m. – 10 p.m.

Raq N Waq, 739 Queen St. W., Toronto, ONHalf-price wings

Madison Avenue Pub, 14 Madison Ave., Toronto, ONHalf-price starters from 3 p.m. – 7 p.m. with purchase of a beverage

The Foxes Den, 1075 Bay St., Toronto, ON$7 nachos with purchase of a beverage

Dhaba, 309 King St. W, Toronto, ONAll-you-can-eat lunch buffet from 12 p.m. – 3 p.m. with more than 50 items to choose from, from $11.95

Baldini, 1012 Queen St. E, Toronto, ONThree-course meal for $28 from 4 p.m. – 10 p.m. (Ask for prix fixe menu.)

Chick N’ Deli, 744 Mt. Pleasant Rd., Toronto, ONHalf-price wings

Spacco, 2273 Royal Windsor Dr., Oakville, ONHalf-price appetizers from 3 p.m. – 6 p.m.

Irish Embassy, 49 Yonge St., Toronto, ONHomemade meat loaf with Dijon mustard gravy, mashed potatoes and vegetables $14 from 11:30 a.m. to 3 p.m. $14

Fynn’s of Temple Bar, 489 King St. W., Toronto ONTapas Tuesday special menu from 5 p.m. until 10 p.m.

Wah Sing, 47 Baldwin St., Toronto, ONBuy one lobster for $22.95 and get the second one free

Mt. Everest Restaurant, 469 Bloor St. W., Toronto, ONLunch buffet for $8.95 from 11:30 a.m. – 3 p.m.

Messini Authentic Gyros, 445 Danforth Ave., Toronto, ONChicken gyros for $7.25 from 11 a.m. – 3 p.m.

Jam restaurant and martini bar, 221 Lakeshore Rd. E., Oakville, ONCheap happy-hour menu from 4 p.m. – 7 p.m.

The Grille Restaurant and Bar, 1596 The Queensway, Etobicoke, ONBreakfast special (two large eggs, bacon ham, or sausage, homefries, toast and coffee) for $3.99 from 5 a.m. – 11 a.m.

Zemra, 778 St. Clair W., Toronto, ONTwo-for-one appetizers from 6 p.m. – 12 a.m.

The Beaconsfield, 1154 Queen St. W. Toronto, ONMac and cheese and pint of 50 for $8 from 5 p.m. – 7 p.m.

Paupers Pub, 539 Bloor St. W., Toronto, ONHalf-price appetizers from 3 p.m. – 6 p.m.

Mill Street Brew Pub, 55 Mill St., Building 63, Toronto, ON50-cent wings all day

Grace O’ Malley’s, 14 Duncan St., Toronto, ONTwo-for-one fish and chips with the purchase of two beverages

Babalúu Supper Club, 136 Yorkville Ave., Toronto, ONTapas and domestic drinks for $5 from 6 p.m. – 10 p.m.

Riva Supper Lounge, 584 College St., Toronto, ONHalf-price appetizers with purchase of main course from 5 p.m. -- close

Copper Chimney, 619 Kingston Rd., Ajax, ONLunch buffet for $9.99 from 11:30 a.m. – 3 p.m.

On The Curve, 55 City Centre Dr., Mississauga, ONHalf-price appetizers from 4 p.m. – 6:30 p.m.$24.95 three-course, pre-fixe menu from 4:30 p.m. – 6:30 p.m.

Irish Embassy Pub & Grill, 49 Yonge St. Toronto, ONHomemade meat loaf with mustard gravy, mashed potatoes, and seasonal vegetables$14 from 11:30 a.m. – 3 p.m.

Fynn’s of Temple BarTapas Tuesday special menu from 5 p.m. until 10 p.m.

(Compiled by Andrea Cranfield and Deanna Lampert)

.

03 agosto 2009

Conhecendo o Canadá: Calgary

Calgary is an oil capital and commercial center, with a rapidly growing population of young professionals attracted by the vibrant economic environment. It takes just a little over an hour to drive to the Rocky Mountain resorts in Banff National Park. Calgary has grown around the intersection of the Bow and Elbow rivers, and the city is divided into a four-quadrant grid, with the Bow River separating North from South, and Centre Street-Macleod Trail.



28 julho 2009

Conhecendo o Canadá: Toronto

Resolvi fazer uma série com vídeos encontrados no Youtube, e este é o primeiro. Vou publicá-los toda segunda-feira, com exceção deste.

Toronto is both the political capital of Ontario, and the commercial capital of the province, as well as being the largest city in Canada. It is to Canada what New York is to the United States, with a population of nearly 4 million people. Designated by the United Nations as "one of the world's most multicultural cities," Toronto is a place where you can travel around the world without ever leaving town.


27 julho 2009

OSAP e Second Career Ontario

.
O Canadá oferece vários meios para que as pessoas possam adquirir ou fazer um upgrade em suas skills através dos diversos Colleges espalhados pelo país, onde você pode optar por cursos presenciais ou online. Mas para quem está desempregado ou com a grana curta existem outras alternativas: o Ontario Student Assistance Program (OSAP) e o Second Carrer Ontario, por exemplo.

O OSAP é uma espécie de crédito educativo para pessoas de baixa renda, e cobre despesas com livros, taxas, custo de vida, transporte e a mensalidade da faculdade, claro. Mas é preciso que você seja qualificado para o programa. Pode ser uma alternativa para quem quer mudar de carreira ou simplesmente se aperfeiçoar ao chegar ao Canadá, antes de começar a procurar o tão sonhado primeiro emprego canadense. Vale lembrar que você tem que pagar esse dinheiro de volta para o governo depois que terminar seus estudos.

O Second Career Ontario funciona de forma semelhante ao OSAP, mas no final você não precisa devolver o dinheiro que recebeu. Para se qualificar a receber um valor de até $28 mil por ano você deve estar trabalhando menos de 20 horas por semana ou ter sido demitido do seu emprego.

Basta clicar nos links acima para entrar na página dos programas e obter mais detalhes.
.

22 julho 2009

2 years in Canada, eh?

.
Há 2 anos chegamos aqui mais perdidos do que cachorro em dia de mudança sem saber o que o futuro nos reservava. Um ano se passou e ficamos orgulhosos de ver quanta coisa havíamos conquistado até ali, mas ainda havia muito mais pela frente.

E novamente mais 1 ano se passou, e cá estamos nós comemorando 2 anos no Canadá. O que mudou, o que aprendemos? (Vou falar de Toronto).

1) que o canadense é divertido e bem-humorado

2) que canadense te atende bem quando você é cliente/consumidor, já o imigrante não te atende tão bem assim

3) que canadense obedece leis e regras, mas se você sair da linha ele vai se meter na sua vida e rodar a baiana porque você está desobedecendo uma regra

4) que quando você vai para uma cidade no interior todo mundo te cumprimenta na rua, mesmo sem te conhecer

5) que canadense adora cachorro, desde que os cachorros não morem em apartamentos

6) que pedreiro ganha muito mais que muitos trabalhadores de colarinho branco

7) que pegar black ice na estrada é muito mais perigoso do que imaginávamos

8) que quando o pára-brisa do seu carro ficar cheio de gelo congelado por causa da freezing rain é só deixar o ar quente ligado por alguns minutos que ele derrete

9) que aqui também tem corrupção, mas em escala muito menor que no Brasil

10) que aqui tem muito mais comida congelada pronta (e gostosa) do que no Brasil

11) que quando você quer fazer uma torta de maçã basta ir ao mercado, comprar a massa pronta e o recheio em lata. Coloca o recheio na massa da torta e aquece. Está pronta!

12) que aqui tem comida boa, mas você tem que ter dinheiro e paciência pra procurar

13) que comprar café é uma tarefa complicada dada a infinidade de opções entre sabores, torrefações e países de onde os grãos são provenientes

14) que aqui come-se muito, peixe, muita carne de porco e muito ovo (e eu não como nenhum dos três!)

15) que é possível andar de bicicleta na maioria dos lugares sem ser atropelado

16) que existem mais parques na cidade do que você tem condições de conhecer em um único verão

17) que trabalhando, todo mundo tem oportunidade de crescer materialmente

18) que é possível combinar transporte público com iPod, celular e notebook sem medo de ser assaltado

19) que policiais comem rosquinhas sim!

20) que não queremos voltar a morar no Brasil.

17 julho 2009

137 coisas para se fazer em Toronto

.
Se você acha que Toronto é só a CN Tower, Casa Loma, Rogers Centre ou Eaton Centre está enganado. Existe uma infinidade de coisas que você pode fazer pela cidade se não quiser pegar a estrada e ir para o interior.
As opções incluem atrações pagas ou gratuitas, em locais fechados ou a céu aberto, no asfalto, na água ou no céu, you name it!

Este site traz 137 opções para quem está sem idéia do que fazer pela cidade. É só escolher uma região e ver o que ela tem para oferecer.
Bonne chance!
.

14 julho 2009

Elora e Mennonitas

.
Mennonitas: foto tirada neste domingo

O Canadá não é só Toronto ou Missisauga, onde o que menos tem é canadense de verdade. É preciso viajar um pouco para se conhecer esse povo, e foi isso que fizemos neste fim de semana.

Elora é um vilarejo que fica a mais ou menos 2 horas de Toronto, perto de Guelph. Eu diria que é conhecida por seu centro histórico e pelos mennonitas que moram lá, mas o vilarejo não é propriamente “conhecido”. Quando comentei com meus colegas canadenses que eu havia estado lá, a pergunta geral foi “onde é isso?”

Downtown Elora

Saindo do miolo da GTA o que se vê são fazendas, muitas e de todos os tipos. A maioria das casas é bem espalhada, longe umas das outras. No inverno é um deserto de gelo, que apesar de bonito dá uma sensação de que não existe mais ninguém no mundo além de você. E é isso o que os mennonitas, habitantes de Elora, fazem: cultivam a terra.

Os mennonitas são descendentes diretos do movimento anabatista do século XVI, contemporâneo da Reforma Protestante.O que mais me chamou a atenção na religião deles foram as roupas e os “carros”. Eles se vestem com roupas do tempo da minha tataravó e só dirigem carroças, já que progresso e tecnologia são palavras que não estão em seu vocabulário. Eles também não utilizam energia elétrica, telefone e nem podem receber tranfusão de sangue.

Ouvi falar que a região de Waterloo também tem bastante desses habitantes pitorescos.

Carroça que os mennonitas utilizam para se locomover.

Os mennonitas bolivianos dizem que com pneus nos tratores é mais fácil para que os jovens saiam de sua comunidade para beber ou comprar bebida, por isso utilizam tratores com rodas de ferro. Quanto à eletricidade, afirmam que é um pecado, pois ela facilita o trabalho humano. Para eles, o trabalho tem que ser duro.

Veja mais fotos aqui.
.

09 julho 2009

Afetados pela greve

Os servidores públicos de Toronto entraram na terceira semana de greve, com isto já superaram as duas semanas de greve que fizeram em 2002. O que mais se comenta por aqui é sobre a sujeira e o mal cheiro da cidade, mas existem outras implicações, pois a greve não atinge somente a coleta de lixo.

Esses dias vi uma reportagem na TV mostrando que mais dois aterros foram fechados porque atingiram sua capacidade máxima, no entanto, mais dois foram abertos. Em um dos aterros fechados havia uma corôa de flores e uma faixa onde lia-se “Summer 09”, ou seja, para os moradores de Toronto este verão já era, está morto. Isto porque não é somente o lixo que está deixando de ser recolhido, mas outros serviços também estão parados, chegando ao cancelamento dos fogos de artifício no Canada Day.

As pessoas utilizam bastante os centros comunitários, principalmente aqueles que têm filhos, pois lá existem piscinas, quadras de baseball, hoquei, futebol, entre outras coisas. Na mesma reportagem um pai disse que as crianças não estão mais brincando na rua por causa do cheiro horrível de lixo. Eu vi muitas latas de lixo transbordando, mas acho que não cheguei a andar nas zonas mais atingidas, pois ainda não senti este cheiro de que todos falam. Continuo dando minhas pedaladas por aí sem atropelar lixo pelas ruas.

Outro setor afetado são os serviços no City Hall. Fomos pagar o "IPTU" do apartamento na semana passada e demos de cara com ele fechado por causa da greve. Tenho um colega que está reformando a casa e precisa de uma plumber license, mas com a greve ele terá que esperar, e enquanto isso a casa vai ficar sem cozinha e banheiro, pois ele não pode fazer a instalação dos canos sem este documento.

Não é só a população que perde com essa greve, mas a economia também. O verão é a época em que a cidade recebe mais turistas, mas com serviços indisponíveis, como a balsa para as Ilhas por exemplo, a cidade perde muito dinheiro. Em uma época de crise, isso é inadimissível. Fico imaginando quantos empregos temporários deixaram de ser gerados por causa da greve.

.

06 julho 2009

Toronto Beaches e Fringe Festival

.

É uma vergonha, mas depois de quase 2 anos finalmente fomos conhecer as Beaches de Toronto. Como não somos muito chegados em praia, só fomos para pedalar mesmo, pois lá existe uma trilha muito boa, a Martin Goodman Trail. Saímos um pouco da trilha e chegamos perto das Ilhas.

À tarde a areia estava cheia de gente tomando sol, mas em momento algum as pessoas entraram na água, talvez por estar muito fria.

Para quem quiser dar umas pedaladas por lá é bom chegar cedo, pois a trilha fica cheia. Até o meio-dia pedalamos numa boa, mas depois ficou bem congestionado.

Como a Alexandra disse uma vez, Summer in Toronto is frustating. Eu explico: o verão é muito curto para todas as atividades oferecidas, e muitas vezes você quer estar em 2 ou 3 lugares diferentes ao mesmo tempo para conferir as atrações, mas é impossível. Desta forma, chegamos cedo às Beaches (9hs) para poder voltar cedo e assistir a uma peça brasileira de teatro no Fringe Festival.

"A Arte de Escutar" estava sendo encenada originalmente no Rio de Janeiro, mas a Southern Mirrors, que também é responsável pelo Brazilian Film Festival of Toronto, gostou tanto da peça, que resolveu encená-la aqui em Toronto. Em Inglês.

Quem me falou da peça foi a própria Juliana, que conheci quando veio visitar Toronto no inverno. Ela faz uma das personagens da peça lá no Rio de Janeiro e é uma pena que não possa vê-la atuando.

O texto é muito divertido, mas fiquei curiosa para saber o que o pessoal daqui achou, pois ela lida com alguns esteriótipos que são compreendidos por nós brasileiros, mas que aqui no exterior não sei como são encarados. Ficou curioso? Então vá conferir a peça que fica em cartaz até dia 11 deste mês.
.

28 junho 2009

Brazilian Official Barbecue (BOB)

.

Aconteceu neste sábado a segunda edição do BOB - Brazilian Official Barbecue, pilotado novamente pelo Berg, nosso churrasqueiro de plantão, que despede-se da terrinha gelada para continuar sua jornada na Califórnia, perto da praia e do sol. Já ficou combinado que o III BOB terá uma versão internacional lá na terrinha do Tio Sam.

Desta vez o tempo colaborou e fez sol o dia todo.
:)
.

22 junho 2009

Estamos em greve

.
Imagem de uma das lixeiras da cidade com a placa de "Out of Service". Nem por isso a população deixou de acumular lixo ao redor dela.


Agora que o verão começou oficialmente neste domingo, 24 mil trabalhadores públicos decidiram entrar em greve hoje depois de 6 meses de negociações (segundo o Sindicato).
Não poderiam escolher hora pior, pois o verão aqui é castigante, com temperaturas acima de 30 graus. No ano passado foi mais ameno, mas quando chegamos aqui ,em 2007, chegamos a pegar 42C com sensação térmica de 45C. Afe! Achei que iria morrer!

Outros serviços públicos, tais como: bibliotecas, centros comunitários, ferry boats e day cares também estão parados, causando transtorno à população.
A maior preocupação agora é com a saúde pública por causa do lixo acumulado nas ruas, mais as altas temperaturas e umidade do ar.

Em 2002 houve uma greve de lixeiros que durou 16 dias e deixou a cidade totalmente nojenta e fedida.

Quem for pego jogando lixo fora ilegalmente será multado em $380. A solução oferecida é você levar seu próprio lixo até depósitos intermediários, que ainda não descobri onde ficam. Claro, isso é para os que têm carro, pois ninguém vai ficar carregando sacolas de lixo no transporte público.

O governo espera que a greve não dure mais que uma semana, e pediu à população que estoque seu lixo no quintal de suas casas durante esta semana.

Eu moro em apartamento e não tenho quintal para estocar meu lixo, como muita gente, então estou aguardando para saber como a administração do condomínio vai lidar com essa situação, caso ela perdure por muito tempo.

Assim que eu tiver novidades sobre os depósitos de lixo volto aqui para postar.
.

19 junho 2009

De volta às aulas

.
Pelo visto eu não sou a única cansada nessa casa...

Obrigada a todos pelas sugestões no último post. Assunto agora não falta, mas tempo e disposição saíram de férias.
Muitos dos assuntos sugeridos eu já abordei aqui no blog. Assim que tiver um tempo vou fazer uma coletânea deles. Por enquanto está tudo muito corrido e eu explico porquê.

Resolvi fazer um upgrade nas minhas skills e para isso me matriculei em um curso online na minha área, lá na Humber. Na semana que vem termino a primeira disciplina e já comecei outra na semana passada.

Eu tinha certas reservas quanto a cursos online, mas estou muito satisfeita com o que escolhi e tenho aprendido muito. O curso é muito bem organizado e tem uma carga pesada de tarefas e leituras para fazer depois da aula, e eis o motivo de eu ter sumido do blog.

Recomendo este tipo de curso para quem precisa estudar mas não quer perder tempo no trânsito.
Uma vez por semana durante 1 hora tem um live chat em que o instrutor "passa a matéria", dá explicações e tira dúvidas. É possível interagir com os outros alunos também.

Eu tive sorte nesse primeiro curso porque o instrutor é muito bom, os alunos são legais e meu peer reviewer (quem revisa os manuais que escrevo) tem uma paciência de Jó com meus trabalhos.

A Humber não é a única a oferecer cursos onlines. A maioria dos colleges oferecem algum tipo de curso não-presencial.

É possível fazer pós-graduação online também. Acho que no Brasil a FGV oferece MBA online.

Tenho um colega de trabalho que está fazendo mestrado online pela Harvard. Ele disse que a carga de tarefas também é pesada e no fim do curso ele terá que fazer um estágio de 6 meses nos Estados Unidos. Como ele vai conciliar o estágio e o trabalho aqui no Canadá? Isso nem ele sabe ainda!
.