02 setembro 2009

Yorkville e o "incidente do café"

.
Yorkville

No domingo resolvemos conhecer uma creperia autenticamente francesa: Crêpes à Go-Go.

O local fica na neighborhood de Yorkville, em downtown, um lugar refinado e muito bonito, com várias opções de restaurantes e cafés europeus, especialmente franceses e italianos. By the way, tem um dos metros quadrados mais caros da América do Norte, ficando em terceiro lugar. Infelizmente estava sem minha câmera, então não pude registrar a beleza das ruas, mas consegui algumas fotos na internet dos locais por onde passamos.

Para vocês terem uma idéia de como as coisas são caras por lá, entrei em uma boutique para cães e deparei-me com uma botinha para cachorro por $125! E era praticamente igual à que meus cachorros têm e que não chegaram o custar $25. É, o bairro é para quem pode, não para quem quer.

Yorkville Park

Já a creperia é um assunto à parte. Nossa experiência por lá foi, no mínimo, engraçada.

Para começar, a dona e as atendentes são francesas, então não se espante se elas começarem a te atender em Inglês e terminarem em Francês. Uma vez anotados os pedidos, eles são solicitados em Francês no balcão.

Ao receber seu crepe, a atendente gentilmente te ensina a segurá-lo sem queimar as mãos (quase impossível), já que eles não são servidos em pratos com garfo e faca, e aí é um tal de “Attention, c’est chaud!” prá lá e pra cá.

Bom, a parte da comida transcorreu deliciosamente bem, com direito a crepe salgado e finger crepe doce, mas na hora da bebida... Eu apelidei o caso de “o incidente do café”. Vamos a ele.

Pedi um cappuccino, mas a máquina estava quebrada, então a atendente me sugeriu um café au lait, que também era feito com café espresso. Poucos instantes depois recebo meu café au lait um pouco amargo, principalmente porque eu havia provado da deliciosa e doce limonada com hortelã e cana-de-açúcar do Pedro.

Yorkville

Chamo a atentende e peço açúcar. Para minha surpresa, ela me pede para provar o café para me certificar de que realmente precisava de mais açúcar. Provo e digo que sim. Ela insiste mais duas vezes e quando eu falo pela terceira vez que eu gostaria de mais açúcar, ela some. Penso “foi finalmente buscar meu açúcar”.

Alguns segundos depois aparece sua mãe, dona do café (Madame Gogo), e a história do prova-o-café-de-novo se repete.

Indignada com minha insitência, ela me pergunta se eu havia bebido da limonada do Pedro (e diz que hortelã não "combina" com café), e me traz uma garrafa de água para limpar o paladar e provar novamente o café. Na verdade, até que ele não estava realmente amargo, mas para meu gosto eu preferia um pouquinho mais doce.

Depois de perder a conta de quantas vezes provara o café, desisti do açúcar e já me imaginei sendo escurraçada do local por pedir mais açúcar (eu não sabia se ria ou chorava da situação). Nisto, a Mde. Gogo diz que o café foi feito na medida certa para eu poder apreciar seu verdadeiro sabor, pois no Tim Hortons as pessoas pedem café e o entopem de açúcar, alterando assim seu sabor. OK, if you say so...

Fiquei um pouco assustada com a situação e me perguntando se os restaurantes na França também eram assim, mas ao mesmo tempo eu tinha vontade de rir da situação surreal que encarei com bom-humor.

Se vamos voltar lá? Mas é claro!!!! É o melhor crepe da cidade e fomos bem atendidos apesar do incidente do café, que serviu para tornar o local mais “original”.

Ah, as substituições de ingredientes dos pratos não é muito bem-vinda, mas não porque vai dar trabalho, e sim porque tudo foi criado com carinho e de forma balanceada para que você tenha uma boa experiência com os sabores. Caso ainda assim você insista, é cobrada uma taxa de $1.

Parece um local nada convidativo a uma visita, mas garanto que vale à pena e que todo mundo vai te tratar muito bem desde que você não peça mais açucar no seu café! rsrsrs
.

14 comentários:

Clau e Zé disse...

Fiquei afim da limonada maluca :)

Essa é a creperia do chapeleiro maluco...

Lucas disse...

Irei levar meu próprio sachê de açúcar União. Ora, eu bebe café com leite do jeito que eu quero!

Taty disse...

hahahaha... olha, estive na frança mes passado e posso garantir que eles ODEIAM que vc "customize" os pratos hahahahaha.... é o que tá lá e não me torra hahahahaha.... e aconteceu parecido comigo com uma omelete.. q eu queria mais "queimadinha" e o cara falou "não não.. é só pra derreter o queijo.. é assim que deve ser comida" hahahahah eles são todos loucos mesmo....

btw... o melhor crepe que eu comi na frança (e olha que eu me matei de tanto crepe lá) foi preparado por um indiano... hua hua hua

Alexandra disse...

é assim mesmo. Eles levam muito a sério o gosto ideal e cada prato é planejado nos mínimos detalhes. Então pra eles, pedir pra servir o steak frites sem molho é um pecado de outro mundo. Por isso, se estiver de dieta e não quiser molho, melhor pedir outro prato...

Bea disse...

Isso tudo foi só para economizar o açúcar dela oras! :p

Que onda!

Ana Celia disse...

Ja falei pro esponjo que eu quero comer crepe nesse lugar...:)

Bjks,

leticia disse...

em roma faça como os romanos. hehehe
jeanne, vc sabia que a maior livraria do mundo fica ai em toronto? achei em querer na net e fiquei curiosa pra saber se vc já foi lá.

* Cibele & Junior * disse...

e' franceses sao rigorosos em materia de comida... nunca estive na Franca mas minha mae ja' e disse que realmente eles ficam ofendidos se quiser mudar os ingredientes do prato, para eles isso e' um pecado!!!

anareis disse...

Querido(a) novo(a) amigo(a),estou precisando muito da ajuda de todos os amigos. estou montando uma minibiblioteca comunitária pra crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,se voce puder me ajudar estou fazendo uma campanha de doações. pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3, ou pode doar livros ,ou pode doar máquina de costura, ou pode doar retalhos, ou pode doar computador usado. se quizer fazer aguma doação entre em contato com meu email: asilvareis10@gmail.com ,eu darei o endereço de remessa. se voce não puder me ajudar com doações pode divulgar minha campanha, tenho 2 blogs no google gostaria da sua visita: Eulucinha.blogspot.com ,obrigado pela sua atenção

isapontocom disse...

Nossa quanta insistência! Talvez você goste de coisas excessivamente doce e pronto... rs.

Aliás, AMO crepes, mas será que essa creperia é cara? Aliás, você já foi naquele creperia "I Feel Like Crepe" na college com a Clinton?

Abraços!

Ernani disse...

Valeu a dica, estamos aqui tao pertinho da Yorkville e nunca fomos!!! Vamos experimentar o crepe (tomando o cuidado de nao reclamar de nada) e daremos um feedback no blog :-)

Sweet Canadian Life disse...

Se eu estivesse la' com voces com certeza falaria: - Por favor traga o meu cafe sem acucar e acucar separado... e entao te daria o meu share. Eu nao consigo tomar cafe com acucar. Acho que esses 12 anos de Canada ja' mudaram tanto o meu gosto e e' ate' interessante. Acho que vou escrever alguma coisa sobre isso qq dia desses.
Fiquei com vontade do crepe!

Beijos,
De

Sweet Canadian Life disse...

Ah, e esse eles falassem que nao podem trazer sem acucar e falaria: - Como nao??? Eu tenho diabetes. Esse estabelecimento nao serve a todos? Estou me sentindo discriminada!!!
Na hora eles iam fazer o que eu quisesse!

Beijos again,
De

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Que situação essa! Parece coisa de filme.

E a vida segue...