23 novembro 2006

Os Infiltrados

The Departed é o novo filme de Martin Scorsese, que assistimos esta tarde. Scorsese é o tipo de cineasta que gosta de filmar histórias tipicamente norte-americanas. Os Infiltrados é uma delas, apesar de seu roteiro ser inspirado em Conflitos Internos (2002), de Hong Kong. Trata-se de um filme inteligente, complexo e repleto de reviravoltas. Aqui, nada é o que parecer ser e esse é o maior encanto da produção. A bandeira norte-americana está em todos os lugares avisando: isto é a América. Acostume-se.

Os "infiltrados" do filme são Colin (Matt Damon) e Bill (Leonardo Di Caprio). Apesar de terem crescido no subúrbio de Boston, num bairro dominado por descendente de irlandeses (como eles mesmos), os dois não se conhecem. Cada um está do seu “lado” da história: Colin é membro de uma gangue infiltrado na polícia local; Bill é o policial trabalhando secretamente entre os bandidos. A trama tem mocinhos e bandidos, mas não é maniqueísta. O mocinho parece bandido, o bandido parece um mocinho. As coisas não são tão simples quando aparentam ser e esse é o grande trunfo de Os Infiltrados: o espectador é desafiado a pensar o tempo inteiro e seduzido a acompanhar atentamente esta violenta e fascinante trama, que me lembra um pouco meu ambiente de trabalho.

Uma coisa que me chamou a atenção foi a produção de Brad Grey junto com o ex-casal Jennifer Aniston e Brad Pitt.

5 comentários:

Paula Regina disse...

Oi Jeanne,
também assisti por aqui e adorei o filme!
bjs

Carol, Ênio e Leila disse...

Oi Jeanne,
obrigada pela visita. Olha, a questão do Ielts é uma novela. No blog dos paulistanos numa fria, tem um link para o site da imigração que diz, no meu entender, que o Ielts tem que ter menos de um ano no momento da aplicação.

Dani e Rafa disse...

Oi.
No final valeu a sessão do cinema??
Estou vendo que estas férias estão animadas, tem post todos os dias :)
To gostando de ver

Leonardo disse...

Ei Jeanne,

Desculpe-me entrar de gaiato em seu post mas tenho um recado prá você lá no Indizível!!

Beijo,

Leonardo disse...

Oi Jeanne, o recado está aqui.

Beijo