25 setembro 2008

Toronto Humane Society

No sábado fomos até o THS para conhecer o local. Logo na entrada ficamos impressionados com as toneldas de ração em estoque e as pilhas de itens diversos para doação (caminhas, roupinhas, brinquedos, coleiras, etc).

Começamos a visita por minha ala predileta: a dos cachorros. A imagem é um pouco triste porque você tem a impressão de estar em uma penitenciária (embora eu nunca tenha entrado em uma).

Cada cãozinho tem uma caminha de metal com cobertor e seu potinho de água e ração, mas o olhar de desalento que eles lançam é de cortar o coração. Aliás, cachorro e especialista em fazer cara de coitadinho, não é mesmo?

Eu até quis ficar mais tempo para poder olhar um por um mas falta gente para fazer todo o serviço e em muitas “jaulas” tinha cocô, o que tornava o cheiro na sala quase insuportável.

Como havia visto no site que eles precisavam de voluntários para passear os filhotinhos eu me ofereci, mas não foi possível porque eles precisam de voluntários permanentes, e essas pessoas recebem treinamento especial para a função. Vendo a quantidade de cães de grande porte e agressivos é fácil entender esta regra.

Passamos para a ala de animais silvestres e tinha tanto bicho cujos nomes não conheço nem em Português. O que me chamou a atenção foram os filhotes de esquilinhos, que geralmente são socorridos ao caírem das árvores.

O Centro tinha necessidade de voluntários na parte de pequenos animais naquele dia, e lá fomos nós com a Cinthia e o Daniel cuidar dos coelhinhos, hamsters, porquinhos da índia, chinchilas e outros.

A Cinthia costuma comprar uns sacões de cenoura para fazer a alegria da bicharada e é muito divertido distribuir os treats e ver que todos estão comendo com gosto.

Como nem tudo são flores, chegou a hora da limpeza. A sala é até limpinha mas algumas das gaiolas e “chiqueirinhos” estava bem sujos e você simplesmente não consegue ver os bichinhos naquele estado e não fazer nada por eles. Um outro casal tambem foi conosco (a Patricia e o marido) então em 6 pessoas conseguimos agilizar o serviço e deixar a bicharada com a casa limpa.

Faziamos de tudo um pouco e ver a dedicação da Cinthia e do Daniel foi comovente. Ela penteou e cortou as unhas dos coelhinhos e eles ficaram quietinhos no colo dela. Estou pensando seriamente em contratá-la para ser a “ manicure” dos meus cachorros, ja que sou totalmente incompetente neste assunto.

O Daniel tinha quase um carinho de “pai” com os bichinhos e me ajudou a pegar alguns no colo para fazer um afago porque eles também precisam de amor.

Depois de tudo limpo fomos conhecer a ala dos gatinhos, que tem uma area especial so para eles com musica ambiente e brinquedinhos.

As horas que passamos lá simplesmente voaram. Saimos exaustos mas valeu a pena, foi muito gratificante sentir que você fez alguma coisa por aqueles bichinhos abandonados. Na verdade, dá vontade de pegar todos e levar para casa mas como nem sempre querer é poder, torcemos para que eles sejam adotados o mais rápido possível.

Aliás, você já pensou em ter um bichinho de estimação? Antes de comprar um dê uma passadinha lá no THS e talvez você até volte para casa com um novo amigo.

3 comentários:

Flá disse...

Eu não posso nem passar perto de um lugar desse porque não ia resistir! Só que a população canina aqui em casa já é de 4 habitantes e não tem lugar pra mais ninguém.
Mas belo trabalho esse que vocês fizeram - inclusive de indicar o local para adoções.

Gleice Kelly disse...

Parabéns!!!! fico tão feliz quando vejo que ainda tem gente com gestos nobres eu amo animais e espero poder doar um pouquinho de mim quando chegar aí afinal eles merecem.
Um abraço.

Fer & Rê disse...

Oi Jeanne!
Bem, adorei esse seu post! Em relação a doar carinho para os animais eu sou toda amores, mas parece que eles "selecionam" as pessoas pra trabalhos voluntários.
Acredita que eu preenchi um questionário pra ser voluntária num abrigo de animais,para "Full time" que eu pagaria minha passagem e tudo mais.. além de ser "veterinária", o que seria um conhecimento a mais e diferencial entre os voluntários e eles não me chamaram? Fiquei bem frustrada!!
Aí o que fiz? fui me candidatar a ser voluntária na escola das crianças e não é que deu certo? Hoje foi meu primeiro dia na escola e a professora disse: Thank god you are here!" Acho que quando a gente quer ajudar e faz com vontade, sempre é válido!Mas infelizmente isso não ocorreu com os animais que é a minha área... mas vou continuar tentando!
Inclusive vou colocar um post sobre isso!
beijos!
Depois respondo teu email sobre a vizinhança... que saco isso, né?
Fer