26 novembro 2008

Saudade

Saudade dói e não tem cura, mas a notícia boa é que com o tempo a dor diminui.
Quem sai da sua terra e deixa amigos, família e lembranças, inevitavelmente vai sentir essa dorzinha, e com o tempo vai aprender a administrá-la. Tem um ditado que diz que “O tempo cura tudo” , mas não cura saudade.

Você pode decidir pôr um fim nela voltando para onde estão as pessoas que você quer bem, mas aí sentirá saudade do novo lugar que deixou para trás, não tem jeito. O ser humano cria vínculos durante a vida toda, sejam eles com pessoas, animais ou lugares. Ele sempre terá alguma coisa para lembrar e sentir falta, e é isso que em parte dá graça as coisas.
Eu morei na Bolívia há 19 anos e se disser que não sinto saudade estarei mentindo. Como eu disse, este é um sentimento incurável.

Estes dia vi uma expressão que me chamou a atenção lá no Entrevistando Expatriados. Segundo a entrevistada, que mora nos Estados Unidos há quase 4 anos, a frase é do Tom Jobim :

Viver nos Estados Unidos é bom, mas é uma merda; viver no Brasil é uma merda, mas é bom. Aqui tudo funciona, tem bons empregos, pagam bem, o pessoal valoriza seu trabalho, as ruas são limpas, não existe violência, o custo de vida é mais baixo, os produtos são mais baratos… mas falta o calor humano do brasileiro, as paisagens lindas do nosso país. E isso, já dizia Mastercard: Não tem preço. E no Brasil tem o grande problema da violência, da pobreza. Ninguém valoriza seu trabalho, ninguém quer pagar o que você merece. Você vive com medo de ser assaltado, não pode sair pra andar de bicicleta ou iPod. Não pode usar relógio em ônibus. Não há liberdade nesse sentido.”

Gostei muito do que ela disse porque é assim mesmo que nos sentimos, divididos. Bom seria se pudéssemos ter todas as coisas boas em um lugar só.

13 comentários:

Re, Li e Lily disse...

Áé seria perfeito...juntar o que há de bom num lugar só e viver no paraíso!
Realmente, a gente sempre vive com saudade de alguma coisa. O jeito é administrar e levar a vida da melhor forma possível.
Adorei o post!
Bjs

K disse...

Acho que não dá pra ter todas as coisas boas num lugar só. Até porque, pra ser assim, teria que ser um lugar só seu, já que o que é "perfeito" pra você não será perfeito pro outro. E se fosse perfeito pra todo mundo ao mesmo tempo, o lugar estaria apinhado de gente e já não seria tão perfeito assim... hahahaha filosofei!

Mas bem que toda a organização canadense poderia estar nas paisagens brasileiras. Isso seria ótimo!

Beijo,

K.

Ravi disse...

Sensacional esta frase...

Viver no Canadá é bom, mas é uma merda. Viver no Brasil é uma merda, mas é bom.

De vez em quando me dá uma saudade daquele trânsito dos infernos de São Paulo, dos barzinhos lotados com os amigos, das praias lotadas do carnaval, etc, etc, etc...

;) Conexao Toronto disse...

Ah Jeanne.. acho que essa escuridao e esse frio esta nos deixando meio depre..
Eu SOU uma saudade constante: morei em 9 cidades diferentes e em todas elas deixei amigos que amava muito. Doi no comeco, mas como vc disse, a gente aprende a lidar..

;)

leticia disse...

saudade de sampa eu não estou não, alias, tinho até uma tristeza só de pensar que se o contrato nao for renovado é pra lá que vamos ter que voltar. ahhhhhhhhh, da vontade até de chorar!!!

Paulo Mello disse...

Viver no Brasil está ficando cada vez mais uma M...
Acho que sou o único que não sentirei saudade de praia, samba, carnaval, feijoada, calor, mesmo porque eu nunca gostei muito de nada disto.

Abraços,
Paulo

http://fastenyourseatbeltstofly.blogspot.com/

Opinião Própria disse...

É dificil de conciliar tudo e todos que se ama no mesmo lugar, mais é isso que nos faz crescer, eu morava no Rio com a Familia, mudei com uma das minha irmas pra Balneário Camboriú/SC para estudar, minha outra irma se mudou pra Espanha, fica uma parte da familia no Rio, outra em Santa Catarina e outra na Espanha, agora com planos de mudar pro Canadá vai ficar mais complicado ainda, mais é assim que tem que ser cada um busca um ideal, sempre bate uma saudade, a gente faz uma viagem daqui, usa um skype dali e vai levando, quando pode os amigos vem visitar pra matar a saudade. Sei que no dia que sair de Santa Catarina, vou sentir saudades das praias, das festas, das paisagens e dos amigos que fiz aqui,do mesmo jeito que sinto do Rio, mesmo com toda a violência e os problemas sociais, mais a vida segue pra frente e evoluir é necessário.
Ótimo Post !!
Abraços!!

.polyana. disse...

ahh jeanne, eu sempre amei essa frase do caetano veloso...

eu nasci no brasil e fui para os eua com 3 anos de idade. voltei para o brasil esse ano e hoje estou com 23.

ontém, conversando com a mãe de uma amiga minha, ela me perguntou se eu tenho vontade de voltar para os eua (aínda mais porque os meus pais moram lá e os meus melhores amigos, etc.) ou viajar para fora ... mas uma coisa que eu disse para ela foi, "sabe uma coisa? acho que eu quero ficar no brasil por um tempo... curtir morar em meu país um pouco."

isso é algo que eu tenho falado com todos até hoje. não tem preço MESMO residir em seu próprio país, aínda mais em um país como o brasil. e só quem já morou fora que sabe disso.

uma coisa que eu tenho observado é que aqui no brasil o povo não tem dinheiro mas é feliz, e nos eua, o povo tem dinheiro, mas não tem tempo e nem ânimo para curtir a vida.

hoje eu sei que o caetano (como sempreee) está 100% certo. mas fazer o que? por enquanto tô curtindo essa merda boa. eu sei com você deve está sentindo, mas um segredo que meu pai me ensinou é viver a vida com ótimismo e ver os lados bons das coisas... assim a gente sente menos saudades :-)

rsrs, agora eu que viajei!! beijoos!

Carol, Ênio e Leila disse...

Saudade... Nem me fale. Eu sentia pequenos surtos (não faz nem um ano que estamos aqui), até que a família veio. Foi um mês com eles, um mês de colo de mãe. Quando foram embora a coisa ficou feia. rs Parecia que nada mais tinha graça.

Jeanne disse...

achei que essa frase tem mais a cara do caetano que a do tom. A questao eh que nao a conhecia e nao sei de quem realmente eh a autoria.

Pedro disse...

Que coincidência: estou lendo "Deu no New York Times", livro escrito pelo jornalista Larry Rother (aquele mesmo que o Lula quis expulsar do Brasil) e no capítulo sobre Sociedade Brasileira, ele cita esta frase que é de Tom Jobim: "Viver lá fora é bom, mas é uma merda. Viver no Brasil é uma merda, mas é bom".
Aliás, esse livro é excelente, e é muito interessante verificar que mesmo sendo brasileiro, sei muito menos sobre o Brasil e suas nuances do que esse gringo. hehe

Abs.

Clau e Zé disse...

Ah, tem aquela canção linda da Maria Rita..

'Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim, chegar e partir'

Tô na fase em q tudo tem gosto de última vez. Algo que é num só tempo excitante e doloroso...

Abç!

Paulo Mello disse...

Continuando com a frase do Tom, aqui vão uns versos do Caetano que traduzem bem a minha opinião sobre a nossa confusa terra tupiniquim:

"Enquanto aqui embaixo a indefinição é o regime
E dançamos com uma graça cujo segredo
Nem eu mesmo sei
Entre a delícia e a desgraça
Entre o monstruoso e o sublime "
Caetano em "Americanos"
http://letras.terra.com.br/caetano-veloso/44777/