03 novembro 2008

Emprego, entrevistas e mais

Vira e mexe pessoas vêm até mim para pedir dicas sobre elaboração de currículo, como se portar em entrevistas, como enviar uma cover ou thank you letter, entre outras coisas. Por conta disso, decidi começar uma série de posts para dividir com vocês um pouco do que aprendi nestes cursos de job search oferecido pelo governo.

As dicas que vou colocar aqui podem não servir para 100% das pessoas ou situações, mas vão ajudar vocês a procurar o caminho correto.

Vou começar pela famigerada "canadian experience". Como e onde conseguí-la?
Para quem ainda não está empregado existem locais onde você pode pedir orientação e encaminhamento profissional:

Coop/internship, que é uma espécie de estágio não-remunerado em empresas. Para participar de um Coop você tem que ser indicado por um consultor de algum programa como o Career Foundation ou COSTI, por exemplo.
Outro locais: Yorkdale Adult Learning Centre, Scarborough Centre for Alternative Studies, Brian Flemming Catholic Centre - Mississauga.

Volunteer, você pode prestar trabalho voluntário algumas horas por semana em algum lugar que tenha (ou não) a ver com sua área de trabalho. Dê uma olhada nos sites: Volunteer 211, Volunteer Toronto, Charity Village, Animal Volunteers, Environmental Volunteer Network, Hospitals, Toronto District School Board.

Bridging Programs, que oferecem treinamento para skilled immigrants: International Accounting and Finance Professionals (IAFP), Association of International Phisicians and Surgeons of Ontario, Teach in Ontario, Workplace Orientation for Internationally Trained Engineers - Humber, Internationally Trained Nurses.

Practice Firms, trabalho real em empresas virtuais. Você trabalha normalmente como em qualquer outro lugar, mas nenhuma operação envolve dinheiro de verdade. Pieces of History, RealCo, Sign of Times, Simplicious.

Mentoring partnership/Job Placement, geralmente um profissional de determinada área dá dicas a interessados sobre tudo o que se relaciona à aquela profissão. O Job Placement corresponde a 8 semanas de trabalho não-remunerado patrocinado pelo College Re-employment Services for International Professionals Program. COSTI, JVS, ACCESS, Job Start, Skills for Change.

Upgrading your skills, através de cursos pagos ou o que eles chamam de career bridges. Um deles é o Career Bridge, mas é necessário ter o diploma reconhecido para participar do programa.

Employment agencies and recruiters, existe uma infinidade de agências de emprego e quanto mais entrevistas você fizer com eles, melhor. Você treina suas "interview skills" e ainda fica com seu resume "circulando" por aí.

Próximo post: dicas para se sair bem em entrevistas.

3 comentários:

Monique disse...

Eu consegui meu emprego pelo Career Edge, valeu a pena pois acabei sendo contratada pela empresa. Também fiz o mentoring do Job Start e aprendi fazer meu resume pelo Skills for Change, achei rápido e prático. Tentei fazer o Costi mas desisti, achei muito cheio de frescura e o mesmo tópico que vc aprende no Skills for Chane em 4 dias inteiros, no COSTI demorava-se um mês. bjs,

K disse...

São tantos que a gente fica até perdido de qual deles fazer... É bom ter todos num post só, thanks!

Beijo,

K.

Ernani disse...

Só para complementar seu post com o link do JobStart: http://www.jobstart-cawl.org/. Fiz lá o programa Career Action for Newscomers e gostei demais, foi DECISIVO para eu conseguir minha vaga. Um abraço!