06 fevereiro 2007

Mais sobre o Canadá

O Comércio

A diversidade canadense é cada vez mais reconhecida como uma vantagem tanto no mercado doméstico como no internacional, e também como um importante fator contribuidor para a prosperidade da economia do país. Os que lá chegaram como imigrantes ganharam reconhecimento internacional no mundo dos negócios e continuaram a contribuir para a riqueza do Canadá. De acordo com os dados compilados pelo Departamento de Herança Canadense:

  • Em 1988, eles trouxeram cerca de $ 6 bilhões para o Canadá;
  • São 50% mais propensos ao trabalho autônomo do que os outros canadenses;
  • Poupam mais, conseqüentemente empregam o fundo de investimento disponível no país;
  • Tendem a consumir menos em setores públicos e poucos recebem amparo social;
  • Os imigrantes têm renda maior que a média e salários mais altos, logo, pagam mais impostos. (Será que isso é verdade????)

Como resultado dessas contribuições, uma família normal de imigrantes transfere efetivamente cerca de $ 210 ao ano para a população nascida no Canadá.

Ciente das oportunidades potenciais da diversidade cultural no mundo dos negócios, a Câmara de Comércio Canadense interage com as organizações de comércio internacionais. O Banco de Desenvolvimento Comercial Federal do Governo consulta regularmente as associações de comércio étnico-culturais dos grandes centros.

O Departamento de Herança Canadense publicou um diretório de contato sobre assuntos comerciais, domésticos e internacionais para negócios e governos que desejam trabalhar em rede com a comunidade de comércio étnico-cultural canadense.

Leis e Políticas

Embora a história do Canadá relate exemplos de injustiças em relação às minorias, os cidadãos canadenses, as instituições e governos estão trabalhando ativamente no sentido de eliminar estas discriminações.

A fim de permitir que todos os membros da sociedade canadense exerçam totalmente e com igualdade os seus direitos de cidadania, responsabilidades e privilégios, o Canadá desenvolveu programas e leis concretas e avançadas.

Em julho de 1988, o Governo do Canadá reconheceu e prestou homenagem à face mutante do país em uma legislação desbravadora, o Ato de Multiculturalismo do Canadá. O Ato declara que todo cidadão, não importando a sua origem, tem chances iguais de participação em todos os aspectos da vida coletiva do país. A legislação se destina a "encorajar" e assistir as instituições sociais, culturais, econômicas e políticas do Canadá a serem tanto respeitosas e como abrangentes em relação ao caráter multicultural do Canadá. O Ato também deu ao governo a responsabilidade de promover o multiculturalismo através de seus departamentos e agências.

O Ato de Multiculturalismo do Canadá é o resultado de uma série de desenvolvimentos ao longo das duas últimas décadas:

  • Quando o multiculturalismo se tornou política oficial do governo, em 1971, um modesto programa de subvenção foi estabelecido a fim de assistir os grupos comunitários, associações, redes de apoio aos imigrantes e grupos de defesa da cidadania.
  • Em 1972, foi nomeado um ministro de estado para o multiculturalismo.
  • Em 1972, o Ato de Direitos Humanos dos Canadenses foi aprovado. Ele prevê salvaguarda legal contra discriminação baseada em vários itens, inclusive raça, origem nacional ou étnica, cor, religião ou sexo.
  • Em 1981, o mandato de multiculturalismo foi expandido a fim de incluir relações raciais.
  • Em 1982, o multiculturalismo e os direitos de igualdade foram cultuados na Carta de Direitos e Liberdades da Constituição Canadense.
  • Em 1986, a legislação de igualdade de empregos foi aprovada.
  • Em 1989, o Governo lançou uma campanha anual anti-racismo.

Assim como o governo federal, desde 1971, a maioria das províncias estabeleceu suas próprias políticas e programas formais de multiculturalismo.

Informações retiradas do Canadá@Brazil.

3 comentários:

Daniel disse...

Parebéns pelo Blog. Venho acompanhando os posts recentemente. Aqui estamos no início do nosso processo...

Sobre os dados...Eu achei esse artigo do toronto star, que pinta um quadro um pouco diferente.

http://www.thestar.com/article/176567

e esse outro que parece mais animador.

http://www.thestar.com/article/177508

uma coisa é certa...coisas boas não vem fácil.

Um Abraço.

.::Ju::. disse...

Nossa! Imigrantes com renda maior que canadenses?? Gostei de ver! Tomara que seja verdade! rs

Tô adorando as informações, Jeanne! O Ivan já até imprimiu o post passado pra mostrar para os pais dele, que ainda não estão muito contentes com a idéia de irmos embora.

Beijos!

Túlio Vilela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.