02 novembro 2009

Online ou Presencial - II?

.
Como falei em um post anterior, estou fazendo um curso presencial de FrameMaker, então vou colocar aqui algumas impressões e algo mais.

Somos 4 alunos, todos canadenses (menos eu), inclusive o instrutor. Ele e um outro aluno são de origem francófona, mas essa história eu conto depois.

Ao contrário da aula online, a aula presencial é bem formal, sem muito espaço para piadinhas ou brincadeiras, mas acho que isso é por causa do tipo de pessoas que estão fazendo o curso. Todo mundo é meio tímido e fechado. Além do mais, o curso exige bastante de nós, então estamos sempre muito concentrados tentando absorver todo o conteúdo, que é complexo.

Na hora do almoço é cada um por si.

O francófono e outra aluna, que moram em Waterloo e vêm juntos de carona, também não almoçam juntos. Na primeira aula, ao descobrirem que moravam perto, combinaram de usar apenas um carro para economizar combustível e estacionamento, mas o “relacionamento” acaba aí, é puramente “comercial”.

Assim que retornamos do almoço, o instrutor sempre quer saber o que cada um comeu. Aliás, essa curiosidade sobre a alimentação alheia é algo comum aqui em Toronto. Toda vez que levo comida para o trabalho, quem está comigo na cozinha quer saber o que eu trouxe, como preparei e se está gostoso.

No começo eu me sentia meio invadida, mas depois vi que é cultural e que todo mundo faz isso. Acabei me acostumando, mas ainda não consigo ser cara de pau e pedir para um colega abrir a marmita e me mostrar o que ele vai almoçar.

Online ou presencial? Eu prefiro online por diversas razões, e a principal é que posso ficar no conforto da minha casa assistindo aula de pijama.

No meu caso, ambas as modalidades funcionaram bem, pois aprendi bastante, mas acho que o online é mais puxado, pois tem assignments complicados toda semana.

O melhor de tudo é que quando você colocar esses cursos no seu currículo, ninguém vai saber se você cursou online ou presencial, pois o que importa é o resultado final.
.

5 comentários:

Taty disse...

ah, isso eu ia te perguntar outro dia... se não fica no certificado se é online ou presencial... que ótimo...

certeza que eu vou fazer online hua hua hua... ficar com uma garrafa de guaraná do lado e vendo a aula hehehehe

Bea disse...

Nossa!! Essa de pegar carona e o relacionamento ficar por aí é bem estranho não?!

Flávia disse...

Sobre o assunto: eu também não sabia que o fato de ser online não faz diferença no CV. Bom saber!

Off topic: eu nunca consegui me acostumar com esse inquérito sobre as refeições (aqui tbm é um "cuidamento da vida alheia" que só vendo!). Acho esquisito mas por não passar por mal educada, respondo. Mas não pergunto. Sinceramente? Não me interessa o que vc come...

Paola Tavares Silva Wortman disse...

aqui em israel o povo e bem "curioso" digamos, e perguntam de tudo, a comida e o de menos! qq coisa que vc compra perguntam quanto custou e por ai vai ... a gente fica chocada no comeco mas depois aprende a conviver com a coisa.

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

O que vale é o seu inglês ao final do curso, seja on-line ou presencial.

E a vida segue...