28 julho 2007

Fazendo amigos

O dia de ontem foi dedicado a tentativas de entregar a papelada na imobiliária. Digo tentativas porque fomos lá 2 vezes e a pessoa não estava.
O escritório fechou ao meio-dia (hora em que chegamos pela primeira vez) e só abriu às 15hs. enquanto isso decidimos explorar um pouco a região e fomos conhecer o Don Mills.

Ele é um pouco melhor que o Eaton Centre mas mesmo assim não chega aos pés dos grandes shoppings que temos em São Paulo.

À noite fomos finalmente visitar a Dani e Rafa, que eu não via há mais de 1 ano.
Jantamos em um restaurante thailandês e baratinho, o que é melhor, e lá conhecemos mais outros casais de brasileiros: Carol e Fernando, Rogério e Luci, Leo e Guta, Cris e marido (sorry Cris, esqueci temporariamente o nome dele).

Adorei o restaurante e todos que conheci mas a melhor parte foi rever a Dani depois de tanto tempo.

Depois de 1 semana só comendo sanduíche, ou até não comendo por falta de vontade, conseguimos comer comida de verdade! Estava morrendo de vontade de comer arroz. Apesar de tudo ser muito apimentado por aqui eu adorei o franguinho que pedimos.

Hoje, logo cedo, fomos à imobiliária de novo e conseguimos entregar a papelada.
Seguimos para o Kensington Market mas até chegar em casa eu estava pensando que não o havia encontrado pois estava procurando uma construção como o Mercado Municipal de São Paulo. Estava tão preocupada em saber como chegar lá, olhando mapas na internet, no metrô, que acabei me esquecendo de entrar no site do mercado e dar uma olhada, assim eu saberia que não existe construção nenhuma e que Kensington Market é o nome dado a um conjunto de ruas em Chinatown (que mais parece a 25 de Março de tanta gente que tinha na rua) com uma grande variedade de lojas.

Como já tinha ficado meio tarde e a fome apertou, resolvemos arriscar comer em um restaurante chinês por lá mesmo, o que foi uma comédia porque o garçom mal falava Inglês e entendia menos ainda! Pedimos 2 Sprites e ele nos aparece com 2 Pepsis. Eu nem quis dicutir porque tudo que a gente falava ele balançava a cabeça afirmativamente como se estivesse entendido (tá parecendo eu, hehehehe).

Hoje também experimentamos andar no streetcar, aqueles "bondinhos"que tem por aqui. Pegamos um e fomos até um B&B para negociar nossa estadia depois que sairmos daqui do flat.
O local é bonito e limpo e o preço cobrado não foi dos piores
O próximo passo agora é procurar homestays, que são mais baratas ainda. Por que não pensei nisso antes?
Se alguém conhecer alguma para recomendar nós agradecemos. Apenas exigimos cama e internet porque sem acesso não somos ninguém nesta terra ainda desconhecida.

4 comentários:

;) disse...

Tenho o tel da homestay que nos ficamos, mas nao sei se tem alguem la..
Eles sao uns amores, a unica coisa que pode nao agradar vcs eh que eles tem dois cachorros e dois gatos, mas eles sao uns amores e sai pra passear com eles varias vezes..
O casal tb eh muito legal..

Tem internet, tel e cabo, tudo incluso por 700 dol.

Qual seu email?

Bjs!!

;)

Alexandra disse...

Oi Jeanne,

Me desculpe! esqueci de explicar que o Kensington são algumas ruas perto de Chinatown e não um prédio dedicado. Faço compras nas ruas Augusta e Baldwin e o melhor café da cidade (inclusive café brasileiro moído na hora) se encontra na esquina dessas duas ruas na Casa Açoreana.

Bjos

Lucia disse...

Oieee! E ai, como esta a adaptacao, hein? :D Eu nao sei de B&Bs ou homestays, senao te indicaria. :(

Dani e Rafa disse...

Oi!!!!
Como estão as coisas por ai?? Foi mto bom reencontrar vcs, estava com saudades. Beijos

PS. O marido da Cris chama Ignacio
:)