27 junho 2008

Uma cidade para todos

Toronto é uma cidade friendly em vários aspectos no que se refere a homossexuais, pets, crianças e bicicletas mas não pára por aí. Pessoas que têm algum tipo de dificuldade de locomoção contam com uma cidade desenhada para elas na maioria dos casos.

Andando pelas ruas é impossível não notar a quantidade de calçadas rebaixadas e de portas de estabelecimentos comerciais que possuem um botão para abertura automática da porta.

Já as estações de metrô deixam bastante a desejar, principalmente as mais antigas que não possuem rampas nem elevadores. É praticamente impossível que alguém em uma cadeira de rodas saia do trem e tenha acesso à rua devido às imensas escadarias. As escadas também são uma barreira para a frota de carrinhos de bebês que está por toda a cidade. Muitas mães precisam de ajuda para chegar ao topo.

Escadaria de uma estação de metrô

O streetcar é ainda pior porque suas portas são tão estreitas que dificultam até a passagem de pessoas obesas, sem contar que não possuem rampa rebaixada como os ônibus.

Para contornar a situação existe um sistema chamado Wheel-trans para pessoas com dificuldade de locomoção, que as levam onde elas precisam ir. O serviço só não funciona entre 1 e 5 da manhã e o preço da passagem é o mesmo cobrado nos demais tansportes públicos.

Para usufruir deste sistema é preciso preencher um formulário e confirmar horários. Este site traz todos os detalhes.

Veículo da Wheel Trans

No inverno existe uma lei que exige que os moradores de casas limpem a neve de suas calçadas em até 12 horas, do contrário poderão arcar com uma multa de $105. Mas e os velhinhos e deficientes físicos?
Eles não são obrigados a retirar a neve da frente de suas casas, mas devem chamar um serviço público que faça isso por eles. Através do telefone (416)392-7768 você conseguirá mais informações.

Realmente é incrível como a cidade pensa em todos os seus habitantes. Claro que existem reclamações e as coisas estão longe da perfeição, mas é bom ver que o dinheiro que você paga em impostos (e olha que o preço é alto) é revertido em serviços para a população.

6 comentários:

Taís Jacques disse...

Como é bom ver e ouvir que existem lugares no mundo que se preocupam realmente com todos (sem que isso pareça uma obrigação!), é claro que não existe perfeição, mas só pelo fato de tentar melhorar a qualidade de vida das pessoas, de modo que elas possam viver com dignidade, já é louvável!! Aqui, estamos muito longe disso...

bjs e abraços,

Taís

rodrigoepf disse...

Boa tarde"Ju", espero que esteja bem! (há, seu esposo tb!).Somos de MG,eu e minha esposa, e estamos em tramites no processo imigratório para o Canadá. Recentemente enviamos a documentação (ainda falta um bom tempinho, nào?!)O motivo destas palavras é que, de vez enquanto,buscamos algumas informaçoes sobre o Canada,como, em que Estado residirmos,etc, e, a algumas semanas , "esbarrei" em seu blog. Confesso que isto já ocorreu várias vezes, entretanto, em nenhuma delas o blog foi útil sem ter tido um fito comercial, aí veio o seu!...Como dizia o motivo destas palavras é que, às vezes, nos cansamos de algo por imaginarmos não ter tanta utilidade quanto imaginamos (O QUE, ABSOLUTAMENTE, NÃO OCORRE CONTIGO!, mas espero que tampouco venha a ocorrer, pois seu site é de UTILIDADE PÚBLICA para pessoas como nós, e às vezes chegamos a nos imaginar em algumas situaçoes descritas por voces..., é realmente emocionante!!!
Parabéns pela "doaçao" espontanea que , em locais agitados como Otawa, vê-se como exceçào. Experamos poder contar com as suas já presentes, e,futuras, sugestoes e conselhos, obrigado!

ave migratória disse...

As estações de metrô de Montréal também são péssimas no quesito acessibilidade, creio que ainda piores que as de Toronto. Se não me engane, apenas uma estação terá, em breve, elevadores. E nem todas têm escadas rolantes. beijos

ave migratória disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
K disse...

É impressionante! É compreensível que algumas estações de metrô não sejam acessíveis para todos, mas daí existe um serviço para resolver isso. É demais, né?

Aqui no Rio o pessoal na cadeira de roda sofre. Tem vezes que ficam na plataforma esperando alguma alma caridosa chamar o segurança para que alguém leve pra cima, isso passando pela situação de ser carregado escada acima, que eu acharia bem desagradável.

Ai que esse tempo não passa e eu continuo aqui...

Beijos,

K.

Monique disse...

Que maneiro, eu não sabia que tinha ajuda para os idosos na retirada da neve, bem legal. Morar em casa então, só depois que eu ficar idosa, hahaha. bjs,