16 janeiro 2007

Cratera em São Paulo


Desde sexta-feira passada, dia 12 de janeiro, os paulistanos têm acompanhado o triste desenrolar de uma tragédia que atingiu o bairro de Pinheiros, na zona oeste da cidade.

Um desabamento, por volta das 15h, atingiu as obras de expansão do Metrô de São Paulo, junto à estação Pinheiros. O teto da estação acabou desabando enquanto estava sendo construído. Com isso, parte da sustentação da obra cedeu e abriu uma cratera e 30 metros de profundidade e 80 metros de diâmetro. Caminhões e carros caíram no buraco. Dois corpos já foram encontrados, mas os bombeiros realizam buscas a uma van que, segundo testemunhas, teria desaparecido com pelo menos quatro pessoas a bordo.
O local que desabou era usado como acesso de funcionários e equipamentos à obra do Metrô. Do fosso, partem dois túneis: um segue por baixo do Rio Pinheiros; o outro vai para o centro. Foi a partir desse segundo túnel que a estrutura, inaugurada há um ano, começou a desabar

Segundo balanço da Defesa Civil divulgado no sábado, 55 residências estão interditadas na região próxima à cratera. As 132 pessoas retiradas das casas foram levadas para dois hotéis. O número de desabrigados, no entanto, pode ser maior porque algumas pessoas optaram por ficar na casa de familiares. Das 55 residências, 17 estão localizadas na rua Capri, 26 na rua Gilberto Sabino e 12 apartamentos em um edifício da rua Conselheiro Pinto. Ainda não há previsão de retorno das famílias para as casas.
Três casas já foram demolidas por estarem com sua estrutura comprometida.
As causas do acidente ainda estão sendo investigadas.


2 comentários:

Imigrante Carioca disse...

Com certeza essa notícia vai constar no próximo TOP3, a culpa sobrou pra chuva...

Micheli disse...

Esse mês está difícil mesmo...tragédias e violência em geral já no início do ano são sempre muito tristes e desanimadoras,o jeito é pedir a Deus que nos guie e nos proteja e esteja conosco nos concedendo muita saúde para que possamos concretizar nossos sonhos.
Feliz 2007